Categoria: Política

Canídia rebate as declarações da Secretária da Educação e a acusa de usar cargo público para promoção política e para coagir funcionários

DSC01075-300x199

Autor da lei da Fila Única nas creches municipais de Camboriú, aprovada na Câmara em maio de 2013, o vereador  Alexsander Alves Ribeiro, o Canídia do PPS, combateu fortemente as ações administrativas da secretária da Educação e também vereadora (licenciada) Fátima Gervásio (PSDB), acusando-a, na tribuna da Câmara, na sessão de terça-feira, 8, de “usar seu cargo para promoção política e de  coagir, de acordo com sua conveniência, funcionários”.

A Secretária não está cumprindo a lei, já colocada em prática desde agosto do ano passado e declarou ao Expresso, na edição passada, que a lei como foi aprovada não funciona:  “Colocar lei no papel é uma coisa, mas na prática é outra. Verificamos que tem mais funcionalidade se a lei for aplicada por zoneamento, por creche”. Ela explica que a lista por zoneamento, quando abre uma vaga, por exemplo, para a creche do Rio Pequeno, é chamada a primeira criança da fila dessa creche. “De que adianta chamarmos uma criança que mora no Tabuleiro para uma vaga que abriu na creche do Rio Pequeno? De acordo com o projeto do Vereador, funcionaria assim”, declarou ela.

Ela diz que cumpriu a lei de agosto a dezembro de 2013 e foram beneficiadas apenas 226 crianças. “Já este ano, de janeiro até março, com a lista por zoneamento, conseguimos beneficiar 824 crianças”, justificou. Segundo Fátima o Executivo vai encaminhar um projeto para a Câmara regulamentando a lista por zoneamento não só para as creches mas também para as escolas. “E quando isso acontecer vamos ter que fazer um recadastramento nas escolas como foi feito nas creches e algumas crianças que moram em outros bairros e estudam na escola do Centro, por querer, terão que retornar a seus bairros”, disse Fátima citando o exemplo do filho do vereador Canídia, que mora no Monte Alegre mas estuda na escola Arthur Sichmann, no centro de Camboriú”, afirma.

Para justificar o fato de seu filho residir no Monte Alegre e estudar no centro da cidade o Vereador citou uma das clausulas do MEC, sobre o deslocamento do aluno que, entre muitos itens expostos há o da “ conveniência do aluno estudar próximo ao trabalho dos pais”, que é o seu caso. Canídia, em seu pronunciamento na tribuna, se ateve mais ao descumprimento da lei e não poupou a Secretária, que é sua colega no Legislativo: “Se ela tivesse proposto um zoneamento regional eu aceitaria porque a lei não é perfeita e eu não sou dono da razão. Mas ela não propôs nada. Ela alterou e está descumprindo a lei por conta própria”. Embalado no discurso Canídia lembra da trajetória da colega: “Ela foi vereadora na época do governo Wilson Plautz; foi secretária da Educação na época do Edinho (Edson Olegário);  foi vereadora e secretária no primeiro mandato da Luzia e é vereadora e secretária novamente.

Sempre ligada à Educação e não propôs nenhuma lei nesse sentido; nem uma solução.  Mas agora ela diz que nós somos incompetentes para fazer leis. Ela (Fátima) veio para cá (Câmara) em maio do ano passado (2013) por conveniência própria, porque ela usa o meio político por conveniência: vai pra secretaria, vota pra Câmara; sou candidata, agora não quero mais… Então ela tinha um problema pessoal, que todos sabem, e veio para Casa (Câmara). Ficou de maio a setembro na Casa. Não propôs uma alteração, uma emenda na lei e agora ela diz que a lei é errada e que por conta própria ela pode mudar e fazer o que ela quer. Está desrespeitando não só a mim, que sou autor da lei. Está desrespeitando a todos, porque a lei foi aprovada na Casa por unanimidade; à Prefeita, que foi quem confiou o cargo a ela e sancionou a lei. Ela está dizendo então que a Prefeita não sabe ler; que a Prefeita aprovou uma lei que é inviável, então que a Prefeita não tem conhecimento…”

Canídia, no seu pronunciamento, vai mais além e acusa a vereadora e secretária Fátima Gervásio, de usar seu cargo para promoção política e de  coagir  “de acordo com sua conveniência”, funcionários: “Alguém que está a frente de uma secretaria há mais de seis anos e não trouxe solução para nossa Educação, a ponto de nossas crianças terem que estudar numa igreja, e essa secretária é que chama vocês (vereadores), e eu junto, de incompetentes. Eu sou obrigado a dizer que ela é uma secretária incompetente e uma legisladora pior ainda, porque como legisladora ela não foi capaz de propor lei e como administradora ela não foi capaz de trazer solução. Mas como política ela é muito boa. Como política ela oferece benefício. Ela quer aplicar o zoneamento, pois que aplique. Mas eu quero que ela pegue todas as crianças do bairro São Francisco, que vem também para o Arthur Schimann, através de favorecimento, e mande de volta; que ela pegue todas as crianças que ela encaixou na creche, por troca de favor político e tire de lá. Eu quero que ela faça isso. Porque é muito conveniente chegar para um funcionário e dizer “quando você fez sua inscrição para trabalhar você deixou a cópia do seu título e eu sei onde você vota e eu quero ver o resultado na urna. Ai é bom ser secretário”, alfineta Canídia encerrando seu pronunciamento.

Vereadores de Balneário Camboriú aprovam obrigatoriedade do “Teste da Linguinha”

int_teste-da-linguinha-2e

Na sessão ordinária desta quarta-feira (9), os vereadores de Balneário Camboriú deliberaram três Projetos de Lei (PL) e duas indicações. Destaque para o PL 0028/2013, de autoria do vereador Roberto Souza Junior (PMDB), que obriga a realização gratuita do exame denominado “Teste da Linguinha” em todos os bebês recém-nascidos nos hospitais e maternidades atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por planos de saúde, ou mesmo se tratando de paciente particular.

O objetivo é avaliar a necessidade de cirurgia precoce para corrigir uma anomalia no desenvolvimento do frênulo lingual, a popular “língua presa”, que causa dificuldades na sucção, na deglutição, na mastigação e na fala. O projeto foi aprovando em primeira votação e retornará para a pauta para mais uma deliberação do Plenário.

Vereadora apresenta projeto “Dezembro Vermelho”

luana

 

Projeto de Lei foi apresentado na Câmara de Vereadores nesta semana e o objetivo é focar na prevenção contra o HIV

 

Nesta semana a vereadora Luana Lázzaris (PSDB) apresentou um novo projeto de lei voltado para a conscientização na área da saúde. O Dezembro Vermelho, que volta a atenção para proteção e cuidados com o HIV, deve passar por votação nos próximos dias.

O projeto é fruto de uma pesquisa detalhada e análise de outros casos que já estão em prática e dando resultado em municípios do estado. O assessor da vereadora, João Lucas Mendes, auxiliou na produção do projeto e diz que ficou surpreso com os dados divulgados sobre a doença.

“A Aids se alastrou no Brasil por volta do ano 2000 e muito pouco se sabia sobre o assunto na época. Hoje sabemos que o vírus causa mais de sete mil e quinhentas infecções diárias, é muito grave”, comenta.

Conforme a vereadora, a intenção do projeto é promover atividades e cronogramas diferenciados durante o mês. “Seguindo o exemplo do Outubro Rosa e Novembro Azul, que focam em assuntos importantes durante todo o mês, queremos estabelecer a data de Dezembro aqui em Camboriú”, completa.

Uma das sugestões do projeto de lei é promover eventos culturais, palestras de conscientização nas escolas, distribuição de preservativos e diferentes atividades educativas. O mês de dezembro foi escolhido porque no dia 1º se celebra o dia Mundial de Combate à Aids, determinado pela Organização Mundial da Saúde em 1987.

 

Colombo lidera intenções de voto em SC, diz Pesquisa Ibope

Pesquisa também mostra preferência para o senado e presidência.

Foram ouvidas 812 pessoas no estado entre os dias 28 e 31 de março.

Do G1 SC

O Ibope divulgou nesta sexta-feira (04) a primeira pesquisa com intenções de votos ao governo de Santa Catarina. A pesquisa encomendada pelo Grupo RBS foi realizada entre os dias 28 e 31 de março de 2014.

O Ibope ouviu 812 pessoas com margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos com nível de confiança de 95%.

Foram simulados seis cenários diferentes.

No primeiro cenário, o governador Raimundo Colombo (PSD) teria 45% dos votos e venceria no primeiro turno caso a eleição fosse hoje e ele tivesse como adversários o candidato Paulo Bauer (PSDB),  que teria 10%, o candidato Claúdio Vignatti (PT) com 7% e o candidato Afrânio Boppré (PSOL) com 3%. Votos em branco ou nulos seriam a opção de 13% e outros 22% responderam que não saberiam em quem votar.

No segundo cenário, com a inclusão de um novo nome entre os possíveis candidatos, o governador Raimundo Colombo enfrentaria  Afrânio Boppré, Cláudio Vignatti, Paulo Bauer e agora Mauro Mariani (PMDB). Colombo teria 46% das intenções de voto, Paulo registraria 10% dos votos, Cláudio 8%, Mauro 4% e Afrânio 3%. Votos em branco ou nulos seriam 11% e 19% não responderam ou não saberiam em quem votar.

A pesquisa Ibope também simulou a disputa trocando um dos possíveis candidatos. Neste terceiro cenário, o governador Raimundo Colombo faria 46% dos votos.  O candidato Paulo Bauer teria 9% das intenções de voto,  Cláudio Vignatti 8%, Dário Berger (PMDB) 4% e Afrânio Boppré 3%. Brancos e Nulos registrariam 11% e não sabem ou não responderam seriam 20%.

No quarto cenário, com uma nova troca de nomes o resultado também seria favorável ao governador Raimundo Colombo, que faria 46% das intenções de voto. Paulo Bauer ficaria com 10%, Cláudio Vignatti com 8%, Afrânio Boppré 3% e Edson Piriquito (PMDB) com 2%. Os votos brancos e nulos somariam 11% e 19% não sabem ou não responderam.

Com uma nova troca de nome entre os possíveis candidatos, o quinto cenário aponta o governador Raimundo Colombo com 44% das intenções de voto. Já o candidato Paulo Bauer teria 10%, Cláudio Vignatti 8%, Paulo Bornhausen (PSB) 5% e Afrânio Boppré com 4%. Brancos e Nulos somam 11% e não sabem ou não responderam 19%.

No sexto e último cenário pesquisado pelo Ibope, também teria uma nova troca de nomes entre os possíveis candidatos. Raimundo Colombo aparece com 44% dos votos, Paulo Bauer com 9%, Cláudio Vignatti 8%, Angela Amin (PP) com 7% e Afrânio Boppré com 3%. Votos em branco ou nulos seriam a opção de 11% e outros 18% responderam que não saberiam em quem votar.

Veja os resultados obtidos:

Cenário A
- Raimundo Colombo: 45%
- Paulo Bauer: 10%
- Cláudio Vignatti: 7%
- Afrânio Boppré: 3%
- Brancos/nulos: 13%
- Não sabe/Não respondeu: 22%

Cenário B
- Raimundo Colombo: 46%
- Paulo Bauer: 10%
- Cláudio Vignatti: 8%
- Mauro Mariani: 4%
- Afrânio Boppré: 3%
- Brancos/nulos: 11%
- Não sabe/Não respondeu: 19%

Cenário C
- Raimundo Colombo: 46%
- Paulo Bauer: 9%
- Cláudio Vignatti: 8%
- Dário Berger: 4%
- Afrânio Boppré: 3%
- Brancos/nulos: 11%
- Não sabe/Não respondeu: 20%

Cenário D
- Raimundo Colombo: 46%
- Paulo Bauer: 10%
- Cláudio Vignatti: 8%
- Afrânio Boppré: 3%
- Edson Piriquito: 2%
- Brancos/nulos: 11%
- Não sabe/Não respondeu: 19%

Cenário E
- Raimundo Colombo: 44%
- Paulo Bauer: 10%
- Cláudio Vignatti: 8%
- Paulo Bornhausen: 5%
- Afrânio Boppré: 4%
- Brancos/nulos: 11%
- Não sabe/Não respondeu: 19%

Cenário F
- Raimundo Colombo: 44%
- Paulo Bauer: 9%
- Cláudio Vignatti: 8%
- Angela Amin: 7%
- Afrânio Boppré: 3%
- Brancos/nulos: 11%
- Não sabe/Não respondeu: 18%

Pesquisa Espontânea
O Ibope também perguntou de forma espontânea em quem o entrevistado votaria para o governo de SC se a eleição fosse hoje. Neste cenário, os candidatos que concorreriam às eleições seriam  Raimundo Colombo (PSD) , Cláudio Vignatti (PT),  Angela Amin (PP),  Afrânio Boppré (PSOL), Dário Berger (PMDB) e Paulo Bauer (PSDB).

A pesquisa aponta Colombo com 23% das intenções de voto. Já Cláudio Vignatti registra 4% e a candidata Angela Amin tem 3%. Os candidatos Afrânio Boppré, Dário Berger e Paulo Bauer registraram 1% da intenção de votos cada um. Outros candidatos apareceram com menos de 1%. Votos brancos e nulos somaram 6% e 59% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Cenário
- Raimundo Colombo: 23%
- Cláudio Vignatti: 4%
- Angela Amin: 3%
- Afrânio Boppré: 1%
- Dário Berger: 1%
- Paulo Bauer: 1%
- Outros com menos de 1%
- Branco/Nulo: 6%
- Não sabe/Não respondeu: 59%

Senado
O Ibope também perguntou aos eleitores em quem votariam para ser senador de Santa Catarina. Não há um nome de preferência dos catarinenses.  Foram apresentados quatro cenários na pesquisa estimulada, onde os eleitores respondiam em quem votariam se os candidatos fossem os relacionados. Confira os cenários.

Cenário A
-Ideli Salvatti: 25%
-Leonel Pavan: 12%
-Amauri Soares: 8%
-Paulo Bornhausen: 8%
-Mauro Mariani: 6%
-Joares Ponticelli: 1%
-Branco/Nulo: 11%
-Não sabe/Não respondeu: 29%

Cenário B
-Angela Amin: 18%
-Amauri Soares:11%
-Paulo Bornhausen:10%
-Décio Lima:7%
-Dário Berger:6%
-Gilmar Knaesel:1%
-Branco/Nulo:13%
-Não sabe/Não respondeu:34%

Cenário C
-Esperidião Amin:24%
-Amauri Soares:14%
-Eduardo Pinho Moreira: 7%
-Jailson Lima:2%
-Branco/Nulso:16%
-Não sabe/Não reposndeu:37%

Cenário D
-Ideli Salvatti:23%
-Amauri Soares:12%
-Leonel Pavan:11%
-Paulo Bornhausen:9%
-Mauro Mairani:5%
-João Pissoizlatti:2%
-Branco/Nulo:11%
-Não sabe/Não respondeu:27%

O Ibope ainda perguntou aos eleitores em qual candidato entre os apresentados eles não votariam de jeito nenhum. Angela Amin lidera a rejeição com 18%, seguida por Esperidião Amin com 13%, Décio Lima com 11%, Ideli Salvatti, Leonel Pavan e Paulo Bornhausen com 10% cada, Amauri Soares e Eduardo Pinho Moreira com 9% cada, Gilmar Knaesel, Jailson Lima e João Pizzolatti com 8%, Dário Berger, Joares Ponticelli e Mauro Mariani com 7% cada. Poderia votar em todos somam 16% e não sabe/não respondeu 25%.

Presidente da República
O Ibope também perguntou aos eleitores catarinenses a preferência para a presidência da República. Dilma Rousseff lidera todas as pesquisas das intenções de voto em Santa Catarina, seguida de Aécio Neves. Foram apresentados quatro cenários.

Cenário A
-Dilma Rousseff:39%
-Aécio Neves:19%
-Eduardo Campos:8%
-Pastor Everaldo:3%
-Mauro Iase:1%
-Randolfe Rodrigues:1%
-Eymael:0%
-Levy Fidélix:0%
-Branco/Nulo:11%
-Não sabe/Não respondeu:18%

Cenário B
-Dilma Rousseff:40%
-Aécio Neves:21%
-Marina Silva:10%
-Pastor Everaldo:3%
-Eymael:1%
-Mauro Iase:1%
-Levy Fidélix:0%
-Randolfe Rodrigues:0%
-Branco/Nulo:9%
-Não sabe/Não respondeu:16%

Cenário C
-Dilma Rousseff:42%
-Aécio Neves:21%
-Eduardo Campos:8%
-Branco/Nulo:12%
-Não sabe/Não respondeu:17%

Cenário D
-Dilma Rousseff:41%
-Aécio Neves:21%
-Marina Silva:12%
-Branco/Nulo:10%
-Não sabe/Não respondeu: 16%

O Ibope também perguntou em qual candidato o eleitor não votaria de jeito algum. Dilma Rousseff lidera a pesquisa com 34% dos votos, seguida de Aécio Neves com 16%. Pastor Everaldo tem 14% e Marina Silva 12%.  Eymael e Levy Fidélix tem 11% de rejeição. Mauro Iasi e Randolfes Rodrigues tem 9% cada, e Eduardo Campos com 7%. Poderia votar em qualquer candidato 11% e não sabe ou não responderam somam 19% dos votos.

Interesse nas eleições
O Ibope questionou os entrevistados sobre o interesse nas eleições deste ano. Os eleitores que têm pouco interesse somam 37%, seguidos de quem tem interesse médio (26%), nenhum interesse (25%) e muito interesse (9%). Os que não não souberam ou não responderam somam 3%.

A pesquisa foi registrada no TRE SC protocolo 00005/2014, e no TSE BR protocolo 00068/2014.

Aprovado projeto de integração do transporte coletivo

camara

O plenário aprovou, em primeira discussão e votação, o Projeto de Lei que institui a política de integração do transporte coletivo municipal de passageiros entre os municípios de Balneário Camboriú, Camboriú e Itajaí, na reunião ordinária desta quarta-feira (2).

No expediente foi deliberado e aprovado, por unanimidade, o Requerimento 0081/2014, que teve o pedido de destaque do vereador Orlando Angioletti (DEM) na sessão plenária anterior da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú. Manifestaram-se na Tribuna Livre o presidente Nilson Probst (PMDB), a vereadora Marisa Zanoni Fernandes (PT), e os vereadores Pedro Francez (PSD), Roberto Souza Junior (PMDB), Fabio Flor (PP) e Orlando Angioletti (DEM).

 

Requerimento aprovado

Vereador Nilson Probst (PMDB)
0081/2014. Moção de Congratulações ao senhor Marcello Correia Petrelli, presidente do Grupo RIC Record de Santa Catarina, pela organização do Summer Balneário Camboriú, juntamente com o Projeto 4 Estações e a Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú, elegendo Balneário Camboriú como o destino turístico para bem estar, saúde e qualidade de vida, divulgando assim a infraestrutura da nossa cidade.
 

Ordem do Dia

O Projeto de Lei 0183/2010, do vereador Orlando Angioletti (DEM), estabelece a realização de Audiência Pública como procedimento prévio à revisão tarifária de Serviços Públicos, onde deverão ser expostos e debatidos, os motivos técnicos justificadores da medida, bem como apresentadas as planilhas de custos utilizadas, contendo os dados e os valores, anteriores e atuais, considerados na sua elaboração. O plenário aprovou, por unanimidade, o pedido de vista do vereador Asinil Medeiros (PR).

O Projeto de Lei 0115/2013, do vereador Fabio Flor (PP), institui a política de integração do transporte coletivo municipal de passageiros entre os municípios de Balneário Camboriú, Camboriú e Itajaí. O autor do PL justifica que o objetivo é criar uma política pública, para que através de um transporte coletivo integrado os munícipes possam circular entre estas cidades, mediante o pagamento de uma única tarifa. Em primeira discussão e votação, os vereadores aprovaram o projeto por unanimidade.

O Projeto de Lei 0172/2013, do vereador Roberto Souza Junior (PMDB), dispõe sobre a instalação de suporte para bicicletas em ônibus coletivos, na parte dianteira externa dos veículos, a fim de transportá-las. O pedido de vista do verador Leonardo Piruka (PP) foi aprovado por unanimidade dos vereadores.

O Projeto de Lei 0192/2013, do prefeito Edson Renato Dias, autoriza o chefe do poder executivo municipal a conceder uso individual de bem público, “quiosque n°37″, localizado na Av. Atlântica – Barra Sul, para ser utilizado pela Associação dos Pescadores Artesanais de Arrasto de Praia de Balneário Camboriú. O objetivo do PL é atender a uma antiga reivindicação dos Pescadores Artesanais de Arrasto da praia central, que necessitam de um pequeno estabelecimento junto à faixa de areia, para servir como base de apoio às suas atividades de pesca artesanal. Em primeira votação, o plenário aprovou o projeto por onze votos favoráveis e dois contrários dos vereadores Moacir Schmidt (PSDB) e Ary Souza (PSD).
Requerimento incluído na Ordem do Dia

Vereador Moacir Schmidt (PSDB)

0090/2014. Moção de Pesar pelo falecimento da Sra. Maria da Glória Pinto de Souza.
 
Requerimento encaminhado

Vereador Leonardo Piruka (PP)

0085/2014. Moção de Pesar pelo falecimento do Sr. Bruno Rossato Santana, em 30 de março de 2014.
 

Indicações encaminhadas

Vereador Pedro Francez (PSD)

0406/2014. Indica ao prefeito municipal a drenagem pluvial da Rua 1542, esquina com a 3ª Avenida.]

0407/2014. Indica ao Prefeito Municipal a construção de uma travessia elevada em frente à agência dos Correios, localizado na Rua 600, nº 111.


Provided by orange county short sale specialist