Currú e Loos comemoram a homologação do PSD


A nova sigla vais às urnas sob o número 55

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (27) o registro nacional do PSD (Partido Social Democrático), fundado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. A decisão, por 6 votos a 1, permite que a nova sigla filie candidatos e concorra nas eleições municipais de 2012.

Além da relatora do processo, ministra Nancy Andrighi, votaram a favor do registro os ministros Marcelo Ribeiro, Teori Zavascki, Arnaldo Versiani, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski. Contra, apenas o ministro Marco Aurélio Mello.

Com a criação do PSD, o Brasil passa a ter 28 partidos políticos em atividade. Com a decisão desta terça, o noco partido poderá disputar as eleições municipais, sob o número 55. Mas ainda há riscos aos planos do prefeito de São Paulo para o pleito do ano que vem.

O advogado do DEM, Fabrício Medeiros, disse que vai recorrer contra a criação do PSD no Supremo Tribunal Federal (STF). Diante de denúncias de fraudes na coleta de assinaturas de apoio de eleitores, que marcaram o processo de nascimento do PSD, a nova sigla corre também o risco de ter seu registro impugnado caso alguma irregularidade seja comprovada na Justiça.

Depois de uma sessão marcada por embates na última quinta-feira (22), o julgamento foi retomado nesta terça a partir do voto do ministro Marcelo Ribeiro, que havia pedido vista. O impasse se criou diante das dúvidas de alguns ministros quanto à autenticidade das assinaturas de apoio, exigidas por lei e alvo de questionamentos durante o processo de registro.

A lei exige a assinatura de no mínimo 491 mil eleitores e o PSD apresentou 538.263 assinaturas, porém divididas em listas autenticadas apenas por cartórios eleitorais e outras que foram consolidadas por TREs.

Currú e Loos comemoram a homologação

"É hora de arregaçar as mangas e trabalhar", diz Loos assinando a ficha da nova sigla


Os  vereadores  Claudinei Loos  e Alcione Teixeira, o Currú, comemoram a homologação nacional do PSD assinando as fichas de filiações. Loos diz que a hora é de trabalhar e a dupla já  traça planos para o futuro da cidade que pretende governar em 2013. “Seremos  pré-candidatos a prefeito e a vice e já estamos nos organizar para, junto à comunidade, elaborar um projeto político sustentável para Camboriú, visando as eleições de 2012”, garante ele.

Currú  assinou a desfiliação do PSDB na tarde de sexta-feira, 30, quando Loos também se desfiliou do PMDB. “O PSD está pronto. O pedido de registro de filiações já foi entregue em Florianópolis e a partir de terça-feira as filiações municipais já serão homologadas”, comemora Loos  dizendo que a  nova sigla, na sua primeira semana, já terá mais de 150 filiados em Camboriú. “O PSD já nasce grande e vamos torná-lo maior ainda”, finaliza o ex-peemedebista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


Provided by orange county short sale specialist