Tag: aula

Balneário Camboriú abre matrículas para o Ensino Fundamental em 2015


alunos

A Secretaria Municipal de Educação de Balneário Camboriú comunica que inicia no dia 24  de novembro o período de matrículas escolares para o ensino fundamental, para o ano letivo de 2015.  A matrícula poderá ser realizada até o dia 28 e deverá ser feita no horário de atendimento de cada Unidade de Educação.

De acordo a diretora geral do Colegiado da Secretaria Municipal de Educação, Simone da Silva Ricardo, a matricula já foi divulgada para as crianças que estão ingressadas nos Núcleos Educacionais Infantis. “Enviamos bilhetes informando os pais sobre o período de matrícula para ingressar no Ensino Fundamental, mas é importante lembrar novamente da data agendada”, ressalta. Ela ainda comenta que o sistema funciona por disponibilidade de vagas no Centro Educacional Municipal (CEM) mais próximo da residência do aluno.

Documentos

Toda a documentação necessária deve ser apresentada em via original e fotocópia.
-Certidão de nascimento ou carteira de identidade,
– Carteira de vacinação (calendário de vacinas),
– CPF dos pais e, ou responsável legal (neste caso com declaração de guarda),
– Duas fotos 3 x 4,
– Comprovante de residência em nome dos responsáveis ou declaração de aluguel, autenticada em cartório pelo proprietário do imóvel.

Prefeitura de Camboriú corta uniforme e material da Rede Municipal de Ensino

ensino_fundamental13042010

 

Este ano a Prefeitura de Camboriú resolveu cortar o uniforme e o material escolar que eram entregues todos os anos na Rede Municipal de Ensino, em Camboriú. Segundo a secretária da Educação, Fátima Bambinetti Gervásio, são dois os motivos que levaram a essa decisão: primeiro porque a direção das escolas não podem impedir que os alunos entrem no colégio por não estarem uniformizados, e muitos não usam o uniforme dado pela Prefeitura; o segundo motivo são as inúmeras obras na Educação. “Vamos priorisar a infraestrutura porque faltam vagas nas creches e escolas”, justifica a Secretária.

Em relação a não entrega do material escolar Fátima justifica dizendo que quando a Prefeitura ia entregar o material, nos anos anteriores, a maioria dos alunos já possuíam lápis, estojos, canetas e cadernos. “As crianças querem  materiais com motivos infantis e os pais compram. Nós daremos todo o material para o aluno carente. Para isso basta que a mãe faça um cadastro na secretaria da escola”, explica ela.

A Secretária diz que além dos motivos expostos, a economia, em função de obras que estão em andamento, também colaborou para que a Prefeitura não comprasse uniformes e material escolar este ano. “Estamos com três creches em fase de acabamento e que serão entregues ainda no primeiro semestre deste ano: uma no Tabuleiro; uma no Rio Pequeno e outra no Monte Alegre. Agora em março vamos licitar outra creche no bairro Santa Regina”, diz ela.

Ela conta que em março a Secretaria da Educação também abre processo de licitação para a construção de dois grandes blocos, com auditório, na escola Clotilde Ramos Chaves, no bairro Areias. “Vamos começar por trás. Faremos dois blocos com auditório e quando estiver em prontos, vamos desativar o prédio atual da escola. Vamos transformar o colégio Clotilde numa grande e moderna escola”, garante Fátima.

Além das creches em construção e a ampliação no Clotilde Ramos Chaves, a Secretária conta que já está em fase de licitação para iniciar a construção de cinco quadras esportivas na cidade. Uma será na escola Abalor Américo Madeira, no Conde Vila Verde; outra na escola Ivone Teresinha Garcia, no Santa Regina e a outra no Artur Sichmann, no centro de Camboriú. “Essas três quadras serão cobertas, com vestiário e banheiros.  Além disso faremos duas coberturas em quadras já existentes, nas escolas Anita Bernardes Ganancini e CAIC, ambas no Monte Alegre.

As aulas dos 15 Centros de Educação Infantil (CEI) e 15 Unidades Escolares de Ensino Fundamental de Camboriú iniciaram na quinta-feira, 14.

Vale salientar que está em andamento o processo de chamamento dos cargos de contratação temporária (ACTs), que teve início no começo deste ano e só deve terminar quando o quadro de funcionários estiver fechado. “Em alguns casos as pessoas acabam desistindo do cargo, então novos profissionais são chamados para assumir a função”, conclui a secretária.

 

 

 

Uniforme

Espaco espaco expresso

Este ano a Prefeitura resolveu não entregar o uniforme escolar dado nos anos anteriores aos alunos da Rede Municipal de Ensino. A secretária de Educação, Fátima Gervásio, me disse em entrevista que a medida foi tomada porque não podem impedir que os alunos entrem sem o uniforme em sala de aula. Bom, a justificativa até que é plausível mas vai de encontro com os discursos dos anos anteriores quando a Tucana sempre enfatizou a importância do uniforme.

Deixa ver se eu entendi: antes, quando o uniforme era entregue, era de grande importância. Mas agora que a Prefeitura cortou esse benefício, passou a não ser um ítem importante. É isso?

 

Uniforme II

É claro que o uniforme faz falta, principalmente para as crianças mais carentes, que ainda são a maioria na Rede Municipal de Ensino. E além do uniforme o benefício do material escolar, mochilas, também foram cortados.

A justificativa são as obras em andamento. Sim, quando se foca o objetivo no crescimento há de se cortar gastos supérfluos. E no meu ver a Prefeitura deveria começar cortando as festinhas, os inúmeros coquetéis e, como digo sempre, controlar mais os carros públicos que circulam na cidade, e também fora dela, muitas vezes para resolver problemas particulares de funcionários, de todos os escalões.

 

Um tucaninho me contou…

…que teve secretário, novo nesta gestão, que não conseguiu se entrosar com os vizinhos e teve que se mudar. Segundo o tucaninho, ele chegou colocando banca, achando que era o dono do pedaço e o vizinho o colocou pra correr. Será?

 

Bebidas

Já tramita na pauta de votação da Assembleia Legislativa Paulista projeto de lei que proíbe comercialização e consumo de bebida alcoólica em qualquer recinto público de uso coletivo no Estado de São Paulo, entre eles, ruas, avenidas e passagens de pessoas. O projeto de lei já foi aprovado em todas as comissões do parlamento paulista.

O Projeto de Lei 767/2011, de autoria do deputado Campos Machado, Líder do PTB na Assembleia Legislativa, proíbe ainda a exposição, de qualquer forma, inclusive promocional, de bebidas alcoólicas em local público.

A restrição também se aplica a quem portar, carregar ou transportar bebida alcoólica, de forma ostensiva, mesmo que não a comercialize ou consuma.

De acordo com o projeto de lei, entende-se por recinto público, além dos logradouros estaduais e dos municípios, os parques, exposições, festas, feiras, congressos e outros que tenham a participação de órgãos oficiais.

 

Bebidas II

O vereador de Balneário Camboriú, Nilson Probst (PMDB) também tem um projeto que certamente causará mais polêmica, proibir que as pessoas em grupo bebam em espaços públicos como nas ruas, nas praças e nas praias.

Acho louvável a preocupação e a iniciativa das autoridades, mas a pergunta é: como fica a fiscalização para os restaurantes à beira mar, com espaços abertos, a fiscalização nos quiosques?

 

Piriquito

O Procurador Regional Eleitoral André Stefani Bertuol recomendou a cassação do prefeito e vice-prefeito reeleitos de Balneário Camboriú, Edson Piriquito (PMDB) e Cláudio Dalvesco (PR), por terem usado máquinas e barnabés pra limpeza de um terreno após a realização de um comício no bairro Vila Real, no último pleito. O processo ainda precisa ser julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mas não há data pra que isso aconteça. Caso sejam condenados, Periquito e Dalvesco podem ficar inelegíveis por oito anos.
A ação foi movida pela coligação Fazendo Mais e Melhor, dos candidatos Rubens Spernau e Fabrício de Oliveira (PSDB), com a alegação de que Periquito teria usado recursos públicos pra limpeza do local onde foi realizado o comício. O evento rolou na noite do dia 18 de setembro de 2012, num terreno na esquina das ruas Dom Afonso e Dom Manuel, em frente à ponte Altamiro Domingos Castilho, na época recém-inaugurada.

Piriquito II

No primeiro julgamento, realizado no fórum de Balneário Camboriú, Piriquito e Dalvesco levaram apenas uma multa. A coligação derrotada nas eleições recorreu ao TRE e espera por uma reviravolta no quadro político da Cidade. O parecer do procurador é favorável à cassação, mas mesmo que o prefeito seja cassado, ele ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
No parecer, o procurador relata que o uso da máquina pública aconteceu no dia seguinte ao comício, quando pelo menos cinco funcionários da prefeitura, dois guardas municipais, duas Kombis e três máquinas roçadeiras foram usados pra fazer a limpeza do local do comício.

O prefeito Piriquito garante que o terreno foi limpo por funcionários terceirizados.

Piriquito III
Esse processo que tramita no TER não tem nada a ver com a decisão da juíza eleitoral da Comarca de Balneário Camboriú,  Alaíde Nolli, que cassou os direitos políticos do Prefeito também por abuso de poder político e econômico. Naquele processo, ele foi condenado por usar placas em obras públicas no período das eleições, bem como utilizar a cor verde, marca do governo e da campanha política, em prédios da prefeitura e lâmpadas de postes públicos nas entradas da cidade e em outros locais da cidade. O prefeito conseguiu uma liminar suspendendo a decisão da juíza e pôde ser diplomado e empossado. A liminar é válida até que o TRE decida sobre o caso.

FUMAC

Recebi esta semana um comunicado da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Camboriú que a  sigla que representará a Fundação do Meio Ambiente de Camboriú a partir de agora será FUMAC. Segundo a Assessoria a escolha foi feita pelos internautas, através de uma enquete realizada nas mídias sociais.

Bom, participo da rede social Facebook e não vi nenhuma enquete. Mas, sem entrar no mérito de que mais da metade da população de Camboriú não possui ainda internet, ou não está ligada diariamente nas redes sociais, questiono a sigla. FUMAC lembra fumaça, poluição ambiental. Mesmo que escolhida pelos internautas de plantão, não entendo  o fato de tal escolha ter sido aceita pela Prefeitura.

De acordo com o texto que recebi o presidente da Fundação, Arnaldo Chistian Pereira, se dizia “felizes com a participação do camboriuense na escolha da sigla que representará a fundação. Dessa forma pudemos tornar a comunidade mais participativa nas decisões da pasta”. Participação da comunidade ? Faz-me rir!

 

Balneabilidade

A Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) resolveu inovar e se adequar ao novo momento tecnológico. Para os banhistas que querem acompanhar a qualidade da água de sua praia, a Fundação disponibiliza um sistema, através do Google maps, que aponta as condições de 195 pontos do litoral catarinense.

O sistema é bem didático e pode ser acessado por computador, tablets ou celulares através do endereço: www.fatma.sc.gov.br/laboratorio/mapa.php. Usando a plataforma do Google maps, a Fatma instala bandeiras vermelhas (local impróprio para banho) ou verdes (próprio para banho) para alertar os banhistas. Clicando sobre as bandeiras, o internauta pode também ficar sabendo do histórico daquele local e a data de cada coleta.

A Fatma disponibiliza toda sexta-feira, durante a temporada, um novo relatório atualizado de todo o litoral Catarinense. No entanto, na nova plataforma, é possível acompanhar mudanças diariamente, de acordo com a coleta de cada ponto.

 

Inicio do Ano letivo em Balneário Camboriú leva mais de nove mil alunos para as escolas

caderno, livro e lapis

 

A Rede Municipal de Ensino de Balneário Camboriú, deu inicio nesta quinta-feira (14) ao ano letivo de 2013. São 9.327 alunos do primeiro ao nono ano do ensino fundamental distribuídos em 397 turmas em 16 educandários. No dia anterior cerca de 600 docentes assistiram palestra do professor Celso dos Santos Vasconcelos, Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), que abordou o tema “O desafio da Qualidade da Educação”.

A professora Ana Cecilia Demétrio, do Departamento Técnico e Pedagógico da Secretaria de Educação, disse que “o ano letivo começou para o alunado e para o corpo docente umbilicalmente ligados”. Ela explicou que “a palestra para o professorado que antecedeu o primeiro dia de aula, reflete exatamente a orientação do Prefeito Edson Renato Dias (Piriquito), na questão do cuidado extremo com o ensino em Balneário Camboriú”, ressaltou.

Além de assistirem a palestra de Celso dos Santos, que entre outras coisas é autor de livros da área educacional, os professores da rede municipal de ensino receberam, versão da ´proposta curricular. “É o volume I, construído no ano passado, resultado de esforço comum da secretaria, escolas e educadores sob a coordenação do departamento técnico pedagógico” concluiu Ana Demétrio.

Os 16 educandários mantidos pela Prefeitura tem periodos matutino e vespertino. Além disso tem o CIEP em período integral, para crianças do primeiro ao quinto ano, e o CEJA, destinado a alfabetização de jóvens e adultos com 370 alunos matriculados. Balneario Camboriu desfruta de alto conceito no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), do Ministério da Educação.

Fundação de Cultura oferece cursos gratuitos à comunidade

cursos teatro

 

A Fundação de Cultura está com inscrições abertas, até o dia 28 de fevereiro, para diversos cursos na área da arte. Da dança às artes cênicas, os camboriuenses de várias faixas etárias, têm agora a oportunidade não só de prestigiar a cultura local, mas fazer parte dela.

 

“Pensamos em oferecer cursos, gratuitamente, para os moradores de todas as idades. A variedade de cursos oferecidos também busca atender a diversas áreas de interesse nas artes. Acreditamos que muitos talentos serão revelados no município, e tenho certeza que com isso iremos engrandecer, a cada dia, a nossa cultura”, comenta o Presidente da Fundação, Milton Antonio da Silva.

 

Os interessados devem comparecer na sede da Fundação de Cultura, situada na Rua Hercílio Zuchi, anexa ao Ginásio de Esportes Irineu Bornhausen, no Centro, de segunda a sexta, das 13h às 19h. Para realizar a inscrição é necessária a fotocópia da carteira de identidade ou certidão de nascimento, comprovante de residência e, caso o inscrito seja menor de idade, estar acompanhado dos pais ou responsável. A inscrição é gratuita.

 

As aulas deverão iniciar no começo do mês de março. Os alunos serão informados, previamente, dos dias e horários de cada curso. Confira abaixo a lista dos cursos oferecidos e a idade exigida para cada um deles:

 

Curso de Desenho e Observação da Figura Humana, ministrado pela professora Renata Gonçalves de Souza (idade mínima: 14 anos)

 

Balé para iniciantes e outros ritmos, ministrado pela professora Carla B. Ramos (7 a 10 anos)

 

Jazz intermediário e outros ritmos, ministrado pela professora Carla B. Ramos (10 a 13 anos)

 

Oficina de Teatro, ministrada pela Companhia de Teatro Cambu & Riu (maiores de 15 anos)

 

Curso de Violão, Orgão e Flauta, ministrado pelos professores Laiza da Silva Santos e Aquiles da Costa Neto (acima de 8 anos)

 

Outras informações podem ser obtidas na sede da Fundação de Cultura, pelo telefone (47) 3365-1311.


Provided by orange county short sale specialist