Tag: camboriú

Integração do Transporte Coletivo: Camboriú tem lei aprovada na Câmara e Balneário e Itajaí já sancionaram as leis

Integração transporte intermunicipal 13 05 14 Foto Celso Peixoto 160

 

Balneário Camboriú e Itajaí sancionaram as leis aprovadas pelas pelos Vereadores dos municípios de Integração do Transporte Coletivo. Em Balneário Camboriú, o projeto que deu origem a Lei de número 3.674, sancionada em 13 de maio de 2014, é de autoria do vereador Fabio Flor. Em Itajaí o projeto foi proposto pelos vereadores José Alvercino Ferreira e Márcio José Gonçalves, Dedé.  O mesmo projeto, proposto pelos vereador Gugo Rosa e Josué Pereira, foi aprovado esta semana na Câmara de Camboriú e tramita no Legislativo dos municípios de  Itapema e Porto Belo, uma vez que a intenção é integrar toda a macrorregião, permitindo que o passageiro circule entre as cidades com o pagamento do bilhete único.

Sobre a integração, no ato da sanção das leis de Balneário Camboriú e Itajaí, que aconteceu em solenidade esta semana, em Balneário Camboriú, o prefeito Edson Piriquito manifestou-se: “ É um marco legal do comprometimento dos poderes legislativos e executivos com a implantação de políticas públicas regionalizadas. Quero enaltecer o trabalho dos vereadores que lutaram pela elaboração desses projetos e agradecer a colaboração das empresas concessionários que deram abertura para que pudéssemos oferecer um serviço de qualidade para nossos cidadãos.

O diretor da Expressul, concessionária do transporte coletivo de Balneário Camboriú, Evandro Luiz Ern, afirmou que a integração intermunicipal é a concretização de um sonho. “Estamos realizando um sonho, pois temos certeza que a integração é o futuro do transporte coletivo. Nós, como empresa, só temos a agradecer”, disse. O gerente do Transporte Coletivo de Itajaí, Alexandre Rizzi, também mencionou a realização do sonho e garantiu a parceria entre as empresas das cidades vizinhas. “Já discutíamos a integração da macrorregião há muito tempo e agradecemos aos vereadores por nos ouvirem e apostarem nessa ideia”, garantiu.

“Isso é um marco para ambas as cidades. Agora vamos dar o segundo passo, que é a etapa do trabalho e vamos trabalhar juntos para que seja efetuado o mais rápido possível”, afirmou o vereador de Itajaí, José Alvercino Ferreira. O outro vereador de Itajaí, também autor do projeto na cidade vizinha, Márcio José Gonçalves, Dedé, ratificou a opinião de todos quanto a realização de um sonho e garantiu que “não é possível pensar em desenvolvimento e mobilidade hoje, sem pensarmos em toda nossa região”.

Apesar de já aprovado pela Câmara de Camboriú integração dos ônibus deve demorar por falta de infraestrutura no município

capa

 

Foi aprovado esta semana, em primeira votação pelos vereadores de Camboriú o projeto de lei de autoria dos vereadores Josenildo Rosa, o Guigo e Josué Pereira  que  possibilita a integração do transporte coletivo municipal de passageiros entre os municípios de Camboriú, Balneário Camboriú e Itajaí.

O projeto possibiita que os usuários do transporte coletivo de passageiros desses municípios possam circular nos veículos de transporte das empresas concessionárias que aderirem ao programa mediante o pagamento de uma única passagem. Mas para isso, o projeto prevê terminais de integração, espaço físico localizado nas áreas limites dos municípios destinado a receber passageiros sem a cobrança de nova tarifa.

As empresas concessionárias das cidades de Camboriú, Balneário Camboriú e Itajaí poderão construir nas áreas limites dos municípios envolvidos, por sua conta, terminais de integração para embarque e desembarque de passageiros.

Como condição para implantação destes terminais e efetivação da integração, as empresas concessionárias deverão implantar a sistemática de bilhetagem unificada, onde o passageiro com um único bilhete poderá circular dentro dos três municípios com o pagamento de uma única passagem.

O projeto, aprovado em primeira votação por unanimidade dos vereadores presente na sessão, deverá voltar a pauta nos próximos dias e se aprovado em segunda votação segue para o executivo para que sancione a lei.

 

Um tucaninho me contou…

Espaco espaco expresso

…que o mal estar é geral na torre do Palácio de Pedras devido à lista de compras de carne escrita num papel timbrado da Prefeitura de Camboriú e com a assinatura e carimbo da chefe de gabinete da Tucana, a servidora Nazaré Coppi. Segundo o tucaninho a compra foi paga pela Tucana, até porque o mercado a quem era endereçada não é um dos fornecedores da Prefeitura. Eu até acredito nisso, mas o ato de escrever num papel timbrado público demonstra o sentimento de “impunidade” que gera nesse país. Ou seja, “não dá nada”; não há comprometimento com”a coisa pública”.

Segundo a avezinha futriqueira a Tucana estava furiosa com o ocorrido e corria nos frios corredores do Palácio que “cabeças poderiam rolar”, coisa que eu duvido.

Um tucaninho me contou …II

Vou explicar porque não acredito que o episódio tenha maiores consequências: Porque não faz parte das atribuições do chefe de gabinete encomendar picanha, linguiça ou seja lá o que for para as festas da Prefeita. Na verdade o erro começou na Tucana, quando passou à sua chefe de gabinete essa incumbência, em horário de expediente. O segundo erro, nem tão grave, foi ter escrito num papel timbrado da Prefeitura; e o terceiro erro, não sei se podemos chamar de erro, é que tal listinha de compras circulou pela cidade, nas mãos da oposição, porque foi entregue por alguém do gabinete, ou do mercado. Ou seja, “fogo amigo”. Isso sim, segundo o tucaninho, é o que mais está preocupando a Tucana.

 

Gideões

A Tucana, que é católica fervorosa (ou pelo menos se diz) esteve presente no palco dos Gideões durante todo o evento, ostentando a Bíblica nas mãos. Ao encerrar o evento, na segunda-feira, a Tucana discursou, chorou e encerrou dizendo: “Meus sinceros agradecimentos a toda a comunidade de Camboriú que compreendeu e se adaptou às mudanças na cidade durante esse período.”

Bom, como faço parte da comunidade de Camboriú eu respondo à Prefeita dizendo que não compreendo tamanho desrespeito com a população da cidade, que acontece durante esses 10 longos dias de evento e que também não me adaptei às mudanças durante esse período porque não me adapto ao que não acho certo.

Talvez meus pouquíssimos leitores não concordem, mas não acho certo as ruas do centro de Camboriú serem trancadas e impedirem seus munícipes de irem e virem, de entrarem em suas casas e comércio; não acho certo tirarem R$ 290 mil do orçamento municipal para entregarem a uma festa particular da Assembleia de Deus; não concordo e nem acho certo que a cidade vire essa bagunça, com pessoas DORMINGO em barracas armadas na Praça da Igreja; ambulantes com barracas armadas no meio das ruas…e por fim o gabinete da Prefeita Municipal sendo ocupado pelo pastor da Assembleia. Isso tudo é absurdo e errado e eu jamais me adaptarei.

 

Gideões II

Minha insatisfação é ainda maior quando vejo reportagem (reproduzida nessa edição) com declarações do pastor Cesino Bernardino admitindo que “pastores pregavam bêbados e se prostituíam com cantoras no Gideões Missionários”. E tudo isso sendo enaltecido e custeado pela comunidade. Durante a festa “religiosa” as escolas de Camboriú, do centro da cidade” ficam impossibilitada de ter aula normal, até porque algumas alugam parte do prédio público aos comerciantes; os atletas que treinam diariamente no Ginásio de Esportes interrompem suas atividades e o serviço público, que é a Prefeitura, é igualmente interrompido e fica à mercê do evento. Tudo isso para ouvirmos o chefe dos Gideões admitir que o palco do  evento serve para orgia?  Belo exemplo.

 

Política / religião

Esse ano o secretário do Bem Estar Social,  John Lenon, que nos anos anteriores coordenou o evento dos Gideões junto à Prefeitura,  deixou o posto e foi fazer o social. Como ele acredita que será o candidato a  prefeito da realeza, ele aproveitou o evento para distribuir sorrisos. Em seu lugar, na coordenação o coringão do governo, o secretário de Administração Márcio da Rosa, que brilha onde quer que o coloque. Márcio já foi secretário do Meio Ambiente , secretário de Obras, secretário da Água e agora de Administração. E o cara é bom, e desenvolve qualquer papel com maestria.

 

Um tucaninho me contou também…

…que funcionários da Secretaria de Finanças de Camboriú receberam dinheiro vivo em pagamento aos alvarás dos gideões e esse dinheiro, em espécie, teria sido entregue aos funcionários no balcão da Prefeitura, em pleno fim de semana. “Não, tucaninho, não pode ser”, disse eu à avezinha de plumagem nobre. “Jamais isso é permitido. Dinheiro público não passa nas mãos de funcionário. Dinheiro público entra nos cofres através de autenticação bancária. Isso é lei e o contrário é contra a lei”.

Mas como esse tucaninho é futriqueiro mas fala muitas verdades, fui checar a informação com o Secretário de Finanças, Sérgio Venâncio, que me confirmou e disse que muitos dos alvarás foi pago no balcão da Prefeitura aos funcionários, sim,  inclusive a ele. “Segunda depositamos tudo”, me disse ele, simplesmente.

Sem comentários!

 

Eleição

Pesquisa Datafolha publicada no jornal Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (9) mostra que o presidente nacional do PSDB, senador @Aecio, cresceu quatro pontos em relação à pesquisa anterior e chegou aos 20% das intenções de votos. O tucano é o pré-candidato que apresentou a maior variação entre todos os nomes avaliados pelo instituto. O crescimento de Aécio fez aumentar a chance de segundo turno. Hoje, a soma das intenções de votos dos pré-candidatos de oposição chega a 38%, um ponto percentual a mais do que o percentual de Dilma. A pesquisa ainda revela que 74% dos brasileiros querem mudanças na forma como o Brasil é governado.

 

Democracia? Onde?

Os vereadores de Balneário Camboriú emitiram uma Nota de Repúdio contra a empresa Auto Pista Litoral Sul S/A, concessionária da BR 101, rodovia federal que corta o município porque a  empresa entrou com uma ação contra os vereadores Arlindo Cruz, Elizeu Pereira e Nilson Probst. O motivo teria sido manifestações populares em decorrência do fechamento de um dos acessos na região sul da cidade. Atitude arbitrária e autoritária da Empresa.

.

 

 

 

Carta à população de Camboriú: sobre corrupção, omissão e a minha esperança de que é possível mudar

17754_495233150564549_33880923_n

 

Escrevo essa carta com as mãos, o coração e as entranhas. Escrevo para todos os que me acompanham, que acompanham minha legislatura e minhas opiniões, e escrevo porque estou indignada. Assim como boa parte da população camboriuense, revolta-me a corrupção das nossas autoridades em Camboriú, mas me revolta ainda mais a omissão daqueles que a presenciam, muitas vezes de camarote, e não possuem coragem para denunciar. Muito pelo contrário: são coniventes porque também acreditam levar algum tipo de vantagem às custas do povo.

Muitos funcionários públicos em Camboriú parecem viver sob a falsa impressão de que é o governo quem paga os seus salários. Por pensar assim, e acreditar que recebem algum tipo de favor pelo simples fato de estarem empregados, acabam por se omitir diante de atos de ilegalidade e imoralidade praticados por suas lideranças. Ou pior, deixam-se corromper, aceitando favorecimentos em troca do silêncio. Meus caros: quem paga os funcionários de um município é a população que nele habita. São nossos impostos, nossos recursos públicos. O governo nada mais é do que um gestor de bens que não lhe pertencem, pois pertencem ao povo.

Quando nos permitimos corromper ou nos omitimos diante da corrupção de nossos gestores, estamos prejudicando toda a cidade e a nós mesmos. Governos mudam, a catraca gira e a fila anda. No entanto, os rombos nos cofres públicos, as obras mal feitas e todo o estrago causado pelos corruptos permanece. Vira cicatriz, obstáculo no caminho do desenvolvimento econômico e social. Apodrecem o presente e impedem que o futuro seja o melhor possível.

Escrevo essa carta como uma forma de apelo: não se deixem corromper. Nem por poder, nem por dinheiro, nem por favores. Não se omitam e não se acomodem. Mais ainda: não troquem a sua dignidade por aquilo que muitas vezes nada mais é do que um direito seu. Vaga na creche, exame médico, ruas em bons estados, tudo isso é direito de todos, não faz sentido nenhum que sirvam de moedas de troca, usadas para corromper.

Eu tenho um desejo imenso, um sonho, de que a comunidade entenda que é ela a chefe. É a comunidade que manda porque é ela que paga o estrago do desmando, do roubo, do malfeito. É a comunidade que sai prejudicada quando o dinheiro público é usado para promover festas particulares e favorecer a alguns poucos privilegiados. Quando as pessoas assumirem para si o poder sobre os políticos que as representam, acredito que não trocarão mais seus votos por poucas migalhas e, em vez disso, exigirão o que é seu por direito.

Escrevo essa carta porque acredito num futuro melhor. Muita gente me diz que não tem jeito, que já desistiu porque o Brasil é assim mesmo, porque os políticos são todos iguais. Mas não podemos desistir! Não podemos nos omitir! Como Martin Luther King disse, “o que me preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética… O que me preocupa é o silêncio dos bons”. É preciso que os bons gritem! Ainda que sintam que são poucos, que não farão diferença. Acreditem: podemos mudar a nossa realidade! Não é fácil, mas é possível através do voto, através da honestidade e através da pressão que podemos exercer sobre nossos colegas, vizinhos e lideranças para que eles também sejam honestos.

É interesse dos grandes corruptos, beneficiados pelo desvio do dinheiro público, que o povo viva na miséria. É do seu interesse que as pessoas não estudem, que não conheçam os seus direitos e que vivam numa situação de pobreza tão extrema que aceitem trocar seus votos por migalhas (uma dentadura, um óculos…). É do interesse dos grandes corruptos que, nas eleições, o povo mendigue. Isso precisa acabar. Precisamos adquirir consciência crítica e, acima de tudo, solidificar nossa moral para que ninguém aceite ser cúmplice de atos de ilegalidade e imoralidade. A lei da corrupção é simples de entender: para que uma pessoa leve vantagem, muitas pessoas são prejudicadas. Quem é você nesse esquema? Você leva vantagem ou você é quem sofre as terríveis consequências da corrupção? É hora de dar um basta.

Jane Stefenn (PSDB)
Vereadora de Camboriú

Gabinete

Espaco espaco expresso

Por mais um ano o povo de Camboriú e suas autoridades constituídas assistem, passivamente, o gabinete da prefeita de Camboriú, ser ocupado por 10 dias pelo presidente da Assembleia de Deus, pastor Cesino Bernardino. “Acabo de passar as mãos do Pr. Cesino Bernardino a chave da cidade de Camboriú e também do meu gabinete”, foram as palavras da prefeita Luzia Coppi Mathias na abertura do Encontro dos Gideões, no último sábado.
É algo fora do comum, como tanta e tantas arbitrariedades que acontecem em Camboriú e que nos é enfiada “goela abaixo”. Se um munícipe necessitar de algum serviço do gabinete da Prefeita, aquela que ele elegeu e reelegeu, em 2012, lá vai encontrar um pastor, assentado atendendo seus fieis, como se estivesse no seu templo.

…e nossos vereadores assistem a tudo…PASSIVAMENTE!

 

Praça da Igreja Matriz de Camboriú virou camping durante a Festa dos Gideões, com barracas armadas todas as noites.

Praça da Igreja Matriz de Camboriú virou camping durante a Festa dos Gideões, com barracas armadas todas as noites.

tudo dominado

No sábado passado, às 8h da manhã, avistei uma barraca de camping armada em meio à praça da Igreja Matriz. Liguei para o secretário de Finanças, Sérgio Venâncio, responsável pela fiscalização na Festa dos Gideões e ele ficou surpreso ao saber que tinha feito a praça da Igreja (ou qualquer outra praça da cidade) de camping. A barraca foi retirada no mesmo dia.
Pois a barraca voltou a ser montada na sexta-feira, 2, no mesmo local. Como permitem, a Prefeitura e a Igreja, que armem acampamento em praça pública. Se a moda pega, a bagunça que já está generalizada, ficará ainda maior e incontrolável.

 

Segurança

Durante o Encontro dos Gideões o povo de Camboriú passa a conhecer serviços (prestados pela municipalidade) que normalmente não lhes é dado, mesmo sendo eles a custearem tais serviços (e outros) através de seus impostos. Pintura de faixas de segurança; pinturas de meios-fios; fiscalização intensa e policiamento ostensivo…muito policiamento ostensivo no centro da Cidade, onde acontece o evento. Mas vejam bem, meus pouquíssimos leitores, que eu afirmei: no centro da cidade. Sim, porque da Assembleia de Deus até o Ginásio de Esportes Irineu Bornhausen, que acontecem as pregações, vê-se uma quantidade absurda de policiais, caminhando e fazendo o policiamento ostensivo. Mas e nos bairros?
É, meus pouquíssimos leitores, os bairros ficam abandonados, como sempre, porque com a quantidade de efetivo em Camboriú, não tem como a PM garantir segurança ao cidadão. Isso é o “Camboriú Mais Segura” que o secretário John Lenon tanto divulga.

 

PDT

O conselheiro tutelar, Valmor Dalago, entregou esta semana sua carta de desfiliação do PDT, partido comandado aqui na terrinha, pelo Galo. O motivo teria sido por falta de espaço. Claro, Dalago quer uma vaga para concorrer à Assembleia Legislativa e o Galo também. Ambos sabem que a vitória é muito incerta, até porque para eleger-se como deputado estadual é necessário, no mínimo, 30 mil votos, muito distante da realidade de políticos que não são reconhecidos fora das divisas municipais.
Mas a candidatura a deputado é apenas um degrau que, mesmo que não seja alcançado, pode impulsioná-los para a próxima eleição municipal. Ai sim, acreditam eles, que a chance de ser prefeito de Camboriú vá surgir. Bom, não sei meus pouquíssimos leitores concordam comigo, mas é difícil; muito difícil.

 

Hipocrisia

Não creio que exista alguém dentro de Camboriú, em sã consciência, que possa espantar-se com a ordem de compra de carnes, linguiças e outros itens, com a assinatura da chefe de gabinete da Tucana. Mas se desde o início do governo tucano tudo é festa; só se faz comes e bebes; feijoadas; churrascos; cafés…? Sempre denunciei e sempre critiquei tais festas. Ora, meus pouquíssimos leitores, quem vocês acham que paga a conta? Sempre denunciei: festas, jantares (inclusive para a turma da imprensa).
O que acho hipocrisia é que muitas pessoas que mostram-se espantadas e até denunciam, participam das festas; dos brindes junto à realeza. Será que ao erguerem a taça de espumante pensam que a Tucana está pagando do seu bolso toda a comilança e bebidas das festas? E que não me venha agora alguns vereadores, que igualmente estão nas feijoadas, jantares e baile, fazer discursos inflamados e criticarem tal compra.
Eu critico, sempre, mas não participo dessas festas regadas a muita comida e muita bebida (bailes, jantares e coquetéis), pagas sempre com verba pública.

 

Presidenciável

Na manhã de segunda-feira o pré-candidato à presidência da República, o pastor Everaldo Pereira (PSC) será recepcionado pelo presidente da Câmara de Vereadores de Camboriú, Márcio do Kido (PSC), para um café da manhã. O pastor participa do Encontro Evangélico de Camboriú e aproveita a passagem pela terrinha para fazer um “oba oba” político. Políticos e imprensa da região foram convidados para o encontro, que acontece no centro da cidade.

 


Provided by orange county short sale specialist