Tag: festa

Seguuuuuura peão…

Espaco espaco expresso

Depois de muita reclamação por parte da população (e até por parte de vereador) o Rodeio da Festa Rural será de novo no bairro do Cedro.  Isso significa dizer que para os munícipes adeptos à alta música; à festança e a shows os dias de festa no início de abril será maravilha. Mas para o morador do bairro que prefere a paz e o silêncio e, pior, necessita acordar cedo no dia seguinte para trabalhar, os dias de rodeio, ao som do César paraná pode ser um enorme tormento. Preparem-se!

 

Festa

Ao mesmo tempo em que nossas autoridades anunciam enorme dificuldade financeira nos cofres públicos aqui da terrinha; preparam-se para a Festa Rural, que consome muita grana dos cofres municipais. E não me venha ninguém me falar que para tal festa vem verba do governo do estado porque eu responderei: o combustível; as horas extras pagas aos funcionários que trabalham incansavelmente; as flores e ornamentações; os jantares e badalações…são despesas não computadas na planilha estadual e saem dos cofres municipais. “Sai na urina” como costuma-se falar comumente.

Enquanto isso nossas autoridades permanecem com o discurso morno e sem graça de que Camboriú é um município pobre e por isso “a coisa não acontece”. Até quando?

 

E por falar em festa…

Pasmes, meus pouquíssimos leitores! Mesmo com toda a dificuldade que Camboriú enfrenta os nossos “nobres” vereadores aprovaram, por mais um ano, o montante de R$ 290 mil para a festa dos Gideões, que é uma festa particular da igreja Evangélica. Nada contra a festa e os Gideões, povo que respeito e admiro; mas parece que nossos políticos brincam com verba pública. É muita festa, muita badalação, muita champanhe e muita música. E para a infraestrutura, o social, educação e saúde nada…ou quase nada!

 

…e mais festa…

Na segunda-feira, 24, acontece em grande estilo o lançamento oficial da festa rural para a galera da imprensa local e regional. Segundo o convite encaminhado pela Assessoria de imprensa da Prefeitura de Camboriú: “Durante o evento, que será realizado no Maria’s Shows e Eventos, será servido um coquetel aos presentes”, ou seja, mais comes e bebes para a imprensa e turma da Prefeitura, além dos vereadores, claro. Tudo por conta do povo.

Sem comentários!

 

Um tucaninho me disse…

…que tem galináceo que  está com a papelada pronta para concorrer à Assembleia Legislativa no pleito deste ano. Segundo o tucaninho, que anda arrastando as asas em terreiro alheio, o galináceo resolveu colocar o nome na “roda” quando soube que o Galo já não iria concorre à vaga. A avezinha me disse ainda que esse galináceo, que já foi candidato a vereador no palanque do Galo, faz um belo trabalho social como conselheiro aqui na terrinha e tem grande chances de se eleger com os votos de Camboriú.

 

Notícia (?)

Me questionaram o porquê do Jornal Expresso não ter entrevistado o professor da rede municipal de ensino que acusa três professoras da rede de preconceito racial contra a sua pessoa. Conversei amplamente com a secretária da Educação, Fátima Gervásio, sobre o assunto e resolvi não divulgar o fato por ser um assunto interno e não de interesse da população. Nada é provado. Não há provas. É uma briga judicial que compete apenas aos envolvidos. Jornalismo faz-se com fatos e fatos são de interesse público. O que não for isso, é puro sensacionalismo.

 

Notícia (?)

A Secretária Fátima me disse que diante do ocorrido entre os professores achou interessante uma palestra para os profissionais da área sobre o assunto, e assim o fez. “Achei um absurdo que, mesmo convidados, não apareceu nenhum dos vereadores. Deveriam ter vindo pelo menos os vereadores Canídia e Josué Pereira, já que eles receberam o professor na Câmara e divulgaram o fato para toda a mídia. Já que eles se interessaram pelo assunto, deveriam ter vindo prestigiar a palestra interna”, alfinetou a Secretária informando que o caso está em processo administrativo na Prefeitura.

 

Assessores

Fátima Gervásio, que é vereadora licenciada e já declarou-se completamente contra a contratação do segundo assessor aos vereadores de Camboriú e, principalmente, contra a aprovação do projeto que reduz o grau de escolaridade a esses vereadores aproveitou o ensejo para fazer um comparativo básico: “Uma pessoa concursada na Prefeitura de Camboriú; uma assistente social, ou psicóloga u mesmo nutricionista, tem o salário inicial de R$ 1.269; e os vereadores querem oferecer um salário superior (do assessor) e aceitar baixo grau de escolaridade. Isso é absurdo!”, constata ela.

O projeto está na Câmara com pedido de vistas. Periga ser votado e aprovado na calada da noite.

 

Boa

Muito boa a indicação do vereador Amilton Bianchet (Mito) PSDB para que sejam instaladas câmeras de monitoramento junto aos semáforos recém implantados na cidade porque, segundo ele, “muitos motoristas não estão respeitando esse sinal de trânsito”.

É necessário também que seja feita a sinalização horizontal para que sejam respeitadas as entradas das ruas, que atualmente ficam trancadas devido a fila de veículos posicionada nas sinaleiras.

 

Xande

Depois de “pagar mico” pelas redes sociais devido a declaração dada à imprensa de que o vereador de Camboriú recebe um “salário de fome”, o  vereador Xande, que licenciou-se esta semana do legislativo, se retratou em tribuna e desculpou-se com os colegas. Claro que ele expressou-se mal e usou mal as palavras. Mas se já houve a retração, assunto esgotado.

 

Fábrica de Sonhos de Natal: A festa é para a criançada

pai natal01

 

Com um cenário votado aos olhos infantis, a Fundação de Cultura de Camboriú inaugura, na noite de 7 de dezembro, a iluminação e ornamentação natalina da cidade, que vem com muitas cores e bonecos que prometem agradar principalmente à criançada. “Este ano diminuímos as ornamentações nos postes e priorizamos os bonecos que enfeitarão a Praça das Figueiras”, diz o presidente da Fundação, Milton Antônio da Silva. Ele justifica a pouca ornamentação nos postes primeiro por ser, como já dito, a festa preparada e voltada para a criançada e os ornamentos coloridos, em forma de figuras natalinas e presentes, chamam a atenção e agradam muito ao público infantil; e também pelo fator financeiro: “Ficaria muita coisa se fossemos ornamentar todos os locais com a mesma qualidade. Não temos vigia e nem orçamento para isso. Estamos no primeiro ano da Fundação de Cultura e por isso a dificuldade. Reduzimos o espaço enfeitado, mas não o brilho. A qualidade do evento continua a mesma, ou até melhor” arrisca Milton, informando que a Praça das Bandeiras, logo na entrada da cidade e que é enfeitada todos os anos, este ano fica sem enfeite.

Mais um ano sem a casa do Papai Noel da Praça das Figueiras, a saída foi preparar o palco para receber o Bom Vehinho. “Vamos transformar, de segunda a quinta-feira, o palco da Praça numa fábrica de brinquedos e lá o Papai Noel receberá o público. Na sexta, sábado e domingo a visitação ao Bom Velhinho será  no andar térreo do Paço Municipal, que ficará aberto à visitação”, informa o presidente da Fundação Cultural.

O Presépio Vivo, já apresentado no ano passado, promete ser de novo uma das grandes atrações. “Este ano o Presépio conta a história do nascimento de Jesus  desde a época dos profetas, quando apenas ouvia-se falar no nascimento. É um espetáculo lindo que tem a direção do professor de teatro da Fundação, Alejandro Maker.

Desde a sua abertura, na noite do próximo sábado, até  o dia 6 de janeiro, quando encerra a temporada de festas, com a apresentação do, já tradicional, Terno de Reis, na Praça das Figueiras, a Fundação de Cultura programou um vasto calendário com diversas apresentações culturais, que serão divulgadas nas próximas edições do Jornal Expresso.

 

Festa I

Espaco espaco expresso

“Eu como contribuinte da cidade, que pago impostos caros, fico indignada em saber que num momento em que a cidade precisa de tantas coisas e não recebe pq não tem verba, e passa dificuldades, a prefeitura gasta dinheiro publico num mega evento, numa casa de shows cariiiiiiissima, para eleger uma rainha pra festa rural.
É um absurdo e um desrespeito enorme com a população que trabalha pra pagar a conta! E que ainda por cima, não é convidada!
Definitivamente, a galera da administração não sabe reconhecer o que é PRIORIDADE!”.

Esse texto circulou no facebook esta semana. É de uma jovem, estudante de pedagogia do IFC e moradora da cidade de Camboriú.  Reproduzi seu desabafo porque é exatamente a minha opinião.

Festa II

E a situação em Camboriú permanece a mesma: enquanto a população sofre com falta de medicamentos; com a maternidade fechada para o atendimento ao SUS porque a Prefeitura não tem R$ 40 mil por mês para pagar os médicos; nossas autoridades seguem brindando; nossos políticos viajam, por conta do povo, para fazer “cursos” e conhecer, nos intervalos, as velas praias do Nordeste; nossos vereadores antecipam as sessões do Legislativo para que possam participar de eventos.

Parece brincadeira.

Denúncias

A vereadora tucana Jane Stefenn falou esta semana na tribuna da Câmara que recebe, diariamente, sérias denúncias da população de Camboriú. Ela citou como exemplo o abandono do bairro Santa Regina e da obra do Posto de Saúde do Conde Vila Verde. “São promessas de campanha que não seguem. Tudo isso deixa a população desacreditada”, disse calmamente a Vereadora citando a letra de uma música do compositor Zezé di Camargo, que é uma critica a situação da corrupção no Brasil, fazendo uma relação a Camboriú: “Tem alguém levando o lucro, tem alguém colhendo o fruto, sem saber o que é plantar. Tá faltando consciência, tá sobrando paciência, tá faltando alguém gritar. Feito um trem desgovernado, quem trabalha tá ferrado, nas mão de quem só engana...”

Denúncias II

“Nós não temos o retorno aos nossos impostos; a segurança não existe e não temos em que acreditar. Nós pagamos para ter uma cidade digna”, continuou a vereadora em voz mansa e desanimada. Finalizando sua fala Jane criticou a relação entre os poderes Executivo e Legislativo e alfinetou: “Os poderes só se respeitam quando convém!”

 

Comitê

A rejeição ao repasse da verba de 1% sobre o faturamento da água de Camboriú beneficiando o Comitê do Rio Camboriú criou um clima tenso entre os vereadores da realeza e o pessoal do Comitê. O vereador Zeca Simas (DEM) e Zé Pedro (PSDB) reagiram na tribuna e questionaram os resultados das ações do Comitê. “Querem mais verba para quê? Para pagar a quem? O Comitê não faz nada. A Emasa aplica no Comitê cerca de R$ 400 mil. Se tiver um metro do Rio Camboriú sendo tratado pelo Comitê, eu troco meu nome”, esbravejou o vereador Zeca.

Não acredito que o senhor vá precisar mudar seu nome, Vereador.

 

Comitê II

Coloquei neste mesmo Espaço, na edição da semana passada, e ratifico: De parabéns os vereadores que votaram contra o repasse. O Comitê do Rio Camboriú existe há anos e sempre teve o meu acompanhamento, pelo Jornal Expresso e eu atesto que não há resultados palpáveis. Podem haver projetos, acredito, mas sem grandes resultados.

Acompanhei durante toda a semana muitas pessoas, inclusive públicas, manifestado-se, via redes sociais, contra os vereadores e a favor do Comitê. Perguntei a algumas delas se tinham conhecimento de que o Comitê já recebia a verba de 1% sobre o faturamento da água de Balneário Camboriú, repasse esse feito pela Emasa, e elas disseram que não sabia. Pois bem, é necessário conhecimento de causa para criticar. Fica a dica.

 

Um tucaninho me contou…

…que a Tucana já bateu o martelo em relação a seu sucesso e que já estaria tudo sacramentado, inclusive com a família dele, que a princípio seria contra. Segundo o tucaninho, que fala muita coisa certa mas faz muita fofoca também, a futura primeira dama já teria sacramentado o seu ok num café, numa padaria famosa no centro de Balneário Camboriú.

O tucaninho me disse que o sucessor escolhido pela Tucana não é atleta, mas é muito ligado ao esporte e que é uma figura humana das melhores do reino, embora não seja político. Olha, tucaninho, acredito que o café tenha acontecido e que o convite e a promessa por parte da Tucana tenha sido feito, mas não acredito que seja ele o sucessor. Até julho de 2016 muitas promessas serão feitas e muita água vai rolar embaixo da ponte. Mas com certeza isso serve para baixar a bola de alguns que andar já em campanha, usando inclusive o nome da Rainha.

 

Um tucaninho me contou II

…que ainda esta semana uma pesquisa foi encomendada em Camboriú para saber quem seria o próximo prefeito aqui da terrinha.

 

 

Câmara de Camboriú aprova orçamento municipal

A sessão ordinária desta terça feira ainda foi marcada pela presença de comerciantes da cidade que foram a Casa Legislativa pedir aos vereadores que altera uma lei municipal de 2010 transformando o feriado municipal do Divino Espírito Santo em um Ponto Facultativo.

A sessão ordinária desta terça feira ainda foi marcada pela presença de comerciantes da cidade que foram a Casa Legislativa pedir aos vereadores que altera uma lei municipal de 2010 transformando o feriado municipal do Divino Espírito Santo em um Ponto Facultativo.

 

O projeto volta para a segunda votação em sessão extraordinária na próxima segunda feira(18), as 16h30min

 

O Projeto de lei, de autoria do executivo, que estima a receita e fixa despesa do município de Camboriú entrou na pauta de votação na sessão ordinária desta terça feira, 12 de novembro e foi aprovado por unanimidade dos vereadores em primeira votação.

Esta Lei estima a receita e fixa a despesa do Município de Camboriú, abrangendo a administração direta, fundos e fundações para o exercício financeiro de 2014, em R$ 123.500.000,00 (cento e vinte e três milhões e quinhentos mil reais), discriminados nos anexos integrantes desta Lei e nos termos da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2014.

Uma sessão extraordinária já foi marcada para a próxima segunda feira(18), as 16h30min aonde o projeto passará pela segunda votação.

A sessão ordinária desta terça feira ainda foi marcada pela presença de comerciantes da cidade que foram a Casa Legislativa pedir aos vereadores que altera uma lei municipal de 2010 transformando o feriado municipal do Divino Espírito Santo em um Ponto Facultativo.

Os comerciantes alegam que o feriado traz prejuízos ao comércio da cidade e onera encargos funcionais da empresa.

O assunto será discutido entre os vereadores, representantes do CDL, executivo e o padre da cidade, para que cheguem num consenso sem prejuízos a ninguém.

 

CONFIRA O PROJETO

 

PROJETO DE LEI N.º 060/2013

 

Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Camboriú para o exercício de 2014.

 

CAPÍTULO I

DO ORÇAMENTO DO MUNICÍPIO

Art. 1º Esta Lei estima a receita e fixa a despesa do Município de Camboriú, abrangendo a administração direta, fundos e fundações para o exercício financeiro de 2014, em R$ 123.500.000,00 (cento e vinte e três milhões e quinhentos mil reais), discriminados nos anexos integrantes desta Lei e nos termos da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2014.

CAPÍTULO II

DA ESTIMATIVA DA RECEITA

Art. 2º A receita será realizada mediante a arrecadação de tributos, contribuições, rendas, transferências de outras esferas do governo e outras receitas correntes e de capital, na forma da legislação em vigor, das especificações constantes nos anexos desta Lei, com o seguinte desdobramento:

1. Receitas Correntes 120.540.500,00
1.1 Receita Tributária 22.996.000,00
1.2 Receitas de Contribuições 3.738.500,00
1.3 Receita Patrimonial 922.000,00
1.6 Receita de Serviços 9.726.000,00
1.7 Transferências Correntes 78.326.000,00
1.9 Outras Receitas Correntes 4.832.000,00
2. Receitas de Capital 523.000,00
2.1 Operações de Crédito 1.000,00
2.2 Alienação de Bens 1.000,00
2.4 Transferências de Capital 521.000,00
7. Receitas de Contribuições Intra-Orçamentárias 2.436.500,00
7.2 Receita de Contribuições 2.211.500,00
7.6 Receita de Serviços Intra-orçamentárias 225.000,00
TOTAL: 123.500.000,00

CAPÍTULO III

DA FIXAÇÃO DA DESPESA

Art. 3º A despesa será realizada segundo a apresentação dos anexos integrantes desta Lei, obedecendo à classificação institucional, funcional-programática e por natureza, distribuídas da seguinte maneira:

I – Classificação Institucional:

01.00 Câmara de Vereadores 3.500.000,00
02.00 Prefeitura Municipal 27.311.000,00
03.00 Fundo Municipal de Saúde 20.227.000,00
04.00 Fundo Municipal Agropecuário 1.163.500,00
05.00 Fundo Municipal de Educação 44.714.000,00
06.00 Fundo Municipal de Assistência Social 3.212.500,00
07.00 Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente 1.125.000,00
08.00 Instituto de Prev. dos Serv. Públicos do Mun. de Camboriú 4.400.000,00
09.00 Fundo Municipal de Reequipamento do Corpo de Bombeiros 200.000,00
10.00 Fundo Municipal de Saneamento Básico 14.500.000,00
11.00 Fundo de Melhoria da Polícia Militar 295.500,00
12.00 Fundação Municipal de Esportes 1.473.500,00
13.00 Fundação Municipal de Cultura 839.500,00
14.00 Fundação Municipal de Meio Ambiente 538.500,00
TOTAL: 123.500.000,00

AUTOR- EXECUTIVO

1ª Votação

APROVADO POR UNANIMIDADE

                              

 

Balneário 49 Anos: Arraial do Bom Sucesso começa nesta sexta-feira

 

A tradicional festa do Arraial do Bom Sucesso promete esquentar esse início de inverno. De 5 a 7 de julho, a Praça Higino Pio, no centro, vai receber diversas atrações culturais, além das barracas de quentão, pinhão, entrevero e outros quitutes e brincadeiras, a cargo das unidades de ensino municipais. A promoção é da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação e Fundação Cultural de Balneário Camboriú. O Arraial faz parte da programação de aniversário de 49 anos da cidade.

PROGRAMAÇÃO
5 de julho – Sexta-feira
18h – Abertura do Arraial
19h às 22h – Show de Clóvis Martinez & Banda
20h – Apresentação da Quadrilha do CEM Antônio Lucio
23h – Encerramento do Arraial

6 de julho – Sábado
18h – Abertura do Arraial
19h às 22h – Show de Bárbara Damásio & Grupo
20h – Casamento Caipira com as câmaras setoriais de Teatro e Artes Populares
23h – Encerramento do Arraial

7 de julho – Domingo
18h – Abertura do Arraial
19h às 22h – Show com Orimar Hess & Grupo
20h – Apresentação da Quadrilha Diferente do NEI Criança Esperança
20h30 – Declamação de poemas com Arlete Ferreira (Lóca, o pescador) e Teresa Schwingle (Poesia Caipira)
22h – Encerramento do Arraial

BARRACAS
Quentão
Pinhão, entrevero e paçoca de pinhão
Pastel e pizza
Doces
Espetinho
Cachorro-quente
Pescaria
Bebidas


Provided by orange county short sale specialist