Tag: lixo

Nova licitação pode alterar valor cobrado pela taxa do lixo em Camboriú

 

Após um ano antigo aterro sanitário de Camboriú está limpo e recuperado

aterro 2

O local de aproximadamente 20 mil metros quadrados está limpo e gramado

O local de aproximadamente 20 mil metros quadrados está limpo e gramado

 

A promessa feita pela Prefeitura de Camboriú, há um ano, de fechar e recuperar o aterro sanitário da cidade foi cumprida. O local de aproximadamente 20 mil metros quadrados está limpo e gramado e, anexo a ele, funciona de forma correta e satisfatória o serviço de transbordo do lixo, que é o local apropriado e exigido pelo Ministério Público, para a transferência dos resíduos sólidos do caminhão de coleta para a carreta, que o leva ao novo aterro sanitário, em Biguacú. A  mudança foi determinada a todos os municípios brasileiros pelaLei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, nº 12.305 de 2010, que tem seu prazo final hoje, 2 de agosto.

“O aterro está recuperado, mas ainda aguardamos o aval da Fatma, que já tem em suas mãos o  Plano de Recuperação do Aterro de Camboriú, por nós redigido. Foi feito todo o estudo para a recuperação. Estamos cuidando da vegetação e da área degradada pela retirada do barro que utilizávamos para cobrir os resíduos. No topo do morro (antigo depósito do lixo) não será feito nada, apenas as vegetação que lá está. Pelo nosso Plano está pronto, mas mesmo assim estamos aguardando a aprovação da Fatma, que pode fazer ainda novas exigências que teremos que cumprir”, declara  o secretário de Água e Saneamento Básico de Camboriú, responsável pelo lixo da cidade, Janir Francisco de Miranda.

Ele diz que o transporte dos resíduos sólidos para o aterro sanitário em Biguaçú, iniciado em 2 de setembro de 2014, é um sucesso e que a população tem aprovado a mudança que gerou, na data, um aumento de 105% da taxa do lixo cobrado na cidade. “A empresa responsável (Ambiental) realiza mensalmente uma pesquisa na cidade, de forma aleatória, com 60 munícipes, e o resultado mostra que a população está aprovando o serviço, o que é bom”, comenta.

Miranda diz que o contrato com a Ambiental vence no fim do ano  quando nova licitação será feita o que, com toda certeza, alterará o valor da taxa cobrada. “O aumento da taxa de lixo já era para ter sido feita, já que os valores são reajustados pela Unidade Fiscal do Município; porém o processo licitatório é feito pelo menor valor, o que pode alterar inclusive para menos, mesmo não sendo provável”, finaliza ele.

 

Saiba mais

O aterro sanitário, inaugurado em meados de 1998, no segundo governo Wilson Plautz, já estava condenado por não acompanhar a evolução dos outros aterros. O Secretário diz que um dos grandes problemas encontrados é que antes de se transformar num aterro sanitário, o local já servia de depósito de lixo, mas sem nenhum trato, o que contaminou o solo. Itens também como o tratamento do chorume e o tratamento da água, nas lagoas, também estão ultrapassados, segundo os critérios exigidos pela Fatma.

A partir de setembro de 2013, quando o aterro foi fechado e não mais recebeu os dejetos, os caminhões continuaram recolhendo o lixo e indo para o transbordo na área do aterro; os dejetos passaram a ser depositados diretamente nas carretas que seguem direto para Biguaçú; permitindo a recuperação do solo.

 

 

 

 

Vereador quer regulamentação dos locais de recicláveis

capa

 

 

 

Um projeto de lei de autoria do vereador Carlos Alexandre Martins, o Xande (SD), pede a instalação de depósito receptor de lixo e de reciclagem de lixo no Município de Camboriú.

Pelo projeto a instalação de depósito receptor de lixo reciclável no Município dependerá de prévia solicitação do interessado, cujo documento deverá conter todas as informações necessárias para subsidiar a análise técnica, em especial como características locacionais e tecnológicas,anteprojeto do empreendimento ou atividade e proposta de ocupação e uso do solo, na área do empreendimento ou atividade.

O projeto ainda prevê que o município estabelecerá as diretrizes de ocupação e uso do solo, a partir do competente processo administrativo, instruído com os pareceres dos órgãos competentes, ficando a autorização de instalação sujeita ao prévio atendimento dessas diretrizes e da avaliação de impacto ambiental.

Fica proibida a instalação de depósito receptor de lixo reciclável e de reciclagem de lixo num raio de 200 (duzentos metros) de hospital, clínica, posto de saúde, posto de venda de combustível e estabelecimento de ensino.

“Os depósitos de lixo, ainda que sejam de produtos recicláveis, precisam estar em áreas próprias para tanto, isoladas de determinados locais que prestam serviços públicos de saúde, educação e assistência social. Hoje não temos em nosso município uma lei que regulamente a criação desses depósitos, causando prejuízos para a saúde pública da população, cuja principal consequência tem sido o mau cheiro do lixo e a entrada de ratos nas residências. Dessa forma proponho uma regulamentação para a abertura e manutenção dos depósitos de lixos recicláveis tão importantes aos catadores e a população em geral de Camboriú”, defende Xande.

Regulamenta a lei os proprietários de imóveis que descumprirem o disposto na lei ficam sujeitos a advertência e multas.

O projeto já foi aprovado em segunda votação por unanimidade dos vereadores e segue agora ao executivo para que seja sancionada a lei.

 

 

 

 

Mato continua alto nos terrenos baldios de Camboriú

alvo de denúncias anteriores, terreno da rua Jerusalém, bem em frente a uma obra da Prefeitura, permanece sujo e com o mato alto.

alvo de denúncias anteriores, terreno da rua Jerusalém, bem em frente a uma obra da Prefeitura, permanece sujo e com o mato alto.

Mato, lixo, caramujos e outros bichos habitando terrenos baldios é uma reclamação constante da população, principalmente nos bairros, de Camboriú. O terreno que fica na esquina da rua Jerusalém, no bairro Santa Regina (foto) já foi alvo de denúncia pelos moradores no início de janeiro, sem que a Prefeitura tomasse qualquer medida, desrespeitando Lei municipal sancionada pela prefeita Luzia Coppi em 2009.

De acordo com a lei 2012/2009, sancionada pela prefeita Luzia Coppi Mathias, em junho do mesmo ano, a Prefeitura, de posse da denúncia, deve notificar o proprietário e se esse não limpar, cabe a Prefeitura limpar e cobrar os serviços ao proprietário.

O secretário de Obras, o vereador licenciado Jaquinho, PSDB, declarou que a notificação é feita pela Secretaria de Finanças, mas que quando é passado para a Obras é limpo imediatamente. “ Limpamos conforme a secretaria de finanças encaminha” declara ele atestando que “esse terreno da rua Jerusalém já foi limpo mais de uma vez, mas a população joga lixo”; e quando questionado em relação ao mato alto ele responde: “no verão o mato cresce muito rápido”. O Secretário diz que hoje ele tem cerca de sete terrenos apenas notificados e já encaminhado para limpeza.

“S´este ano já fizemos 41 notificações e
DISPÕE SOBRE A CONSERVAÇÃO E LIMPEZA DE TERRENOS BALDIOS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CAMBORIÚ, Estado de Santa Catarina, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, FAZ SABER que a Câmara de Vereadores aprovou e ela sanciona a seguinte Lei:

Art. 1º Os proprietários, possuidores ou titulares de domínio útil a qualquer título de terrenos baldios localizados na zona urbana ou de expansão urbana do Município são obrigados a conservá-los e mantê-los limpos, eliminando o acúmulo de mato, detritos, águas estagnadas, bem como de quaisquer outros dejetos prejudiciais à saúde e à segurança pública.

Parágrafo Único – Não se incluem na obrigação prevista no caput deste artigo as áreas de preservação permanente ou que, de qualquer forma, sejam protegidas por lei.

Art. 2º Constatado o não cumprimento das obrigações previstas no artigo 1º desta Lei, será o proprietário, possuidor ou titular de domínio útil a qualquer título de terreno baldio notificado, e terá o prazo inicial de 30 (trinta) dias para satisfazê-las, contados do primeiro dia útil subseqüente da notificação.

§ 1º Decorridos os 30 (trinta) dias da notificação, em caso de seu descumprimento, o proprietário, possuidor ou titular de domínio útil a qualquer título será autuado com multa no valor de 30 (trinta) UFM.

§ 2º A partir da autuação o proprietário, possuidor ou titular de domínio útil terá 30 (trinta) dias para efetuar o pagamento.

Art. 3º Aplicada a multa, independentemente de pagamento, o Município poderá providenciar a execução dos serviços necessários à limpeza do terreno, realizando a cobrança

Um tucaninho me contou…

Espaco espaco expresso

…que após uma prolongada férias a Tucana promete voltar com a corda toda e iniciar uma verdadeira “ciranda administrativa”. Segundo o tucaninho não há nada de empolgante nem de novo, apenas troca troca ou seja, as peças do governo, assim  como num tabuleiro de xadrez, têm suas direções definidas pela Rainha.

 

Um tucaninho me contou …II

…que muitos “peões” não estão nada satisfeitos com as trocas e substituições. Segundo a avezinha fofoqueira, mas antenada, muitas peças retornam ao lugar de onde vieram há tempos atrás. O tucaninho disse ainda que o imexível periga retornar ao cargo anterior, porque  a realeza não ficou satisfeita com a substituição.

E ai o tucaninho me contou um detalhe: que aquele que hoje ocupa uma cadeira (que não é dele de direito, mas foi lhe dada por consolo) em outro poder, mas que já governou as máquinas e caminhões do Município, está de pires na mão, só esperando a Rainha voltar à torre do Palácio de Pedras, para solicitar novamente o carguinho de secretário. Mas segundo a avezinha a Tucana já descartou essa possibilidade.

 

Política

Quando se leiloa um governo corre-se o risco de não se fazer uma boa administração. Capacidade administrativa não falta à Tucana. Talvez esteja faltando nessa gestão vontade política, por conta da verdadeira “colcha de retalhos” que tornou-se o governo atual. A Tucana corre atrás de verba, tem bom relacionamento em Brasília e entende como ninguém de administração pública. Há quem diga que ela vai reagir e fazer a “coisa” acontecer. Tomara! Até porque esse é ano político que a tucanada de plumas mais nobres está esperando e contando com os votinhos nas urnas.

 

Ciranda Administrativa

Até onde o tucaninho me confidenciou, a Tucana chega no Palácio de Pedras já com o “novo” governo definido. Segundo a avezinha, que muito raramente dá uma ou outra “bola fora”, as trocas seriam na secretaria de Obras, Meio Ambiente, Administração. E nessa mexida periga ter suplente voltando a colocar o pijama.

 

Água

Foi noticiado que o vice-Zé Branco estaria preocupado em resolver o problema de falta de água na terrinha. Reuniões, fotinhos publicadas na imprensa com a divulgação de alguns vereadores da corte…Mas água nas torneiras que é bom, nada! Esta semana fiquei sem água da rua três dias, não consecutivos. Fico pensando nas pessoas que não têm caixa d’água em casa, até por falta de condições financeiras, mas arcam com a despesa (alta) da tarifa de água.

Se a conta é paga o produto tem que estar à disposição. Isso é certo. A verdade é que a falta de água em Camboriú não é fruto de problema técnico nem aumento da demanda, é DESCASO por parte da Prefeitura e dos nossos vereadores, que curtem férias de verão e não tão a fim de se incomodar.

 

Água II

E por falar em férias…enquanto o povo da terrinha amarga problemas como falta (diária) de água, má recolhimento do lixo, poeira, pó…a Tucana posta fotos nas redes sociais ostentando sua estada em Miami com toda família. Nada de errado viajarem e curtirem férias, mas fica feito mostrar, via social, total descaso com os problemas da cidade para qual foi eleita para governar. Isso me lembra a véspera de Natal quando a população de Camboriú, preparando a ceia natalina, se virava sem água e a Tucana e a turma da realeza  postava fotos nas redes sociais ostentando farras na piscina real.  Nem tudo precisa ser compartilhado, ou pode parecer  deboche.

 

E o tucaninho me disse ainda…

…que tem político no reino que se curvou o quanto pode para ver se, entre outras vantagens, conseguia o apoio (prometido) da realeza a sua possível candidatura a deputado estadual . Quero só ver agora, na hora da “onça beber água”, quem a Tucana apoia, o traíra político da terrinha ou o veterano tucano Dado Cherem, que sempre ajudou Camboriú com verbas públicas e é candidatíssimo à reeleição.

 

E o tucaninho me disse ainda…II

…que tem gente nova  surgindo na política da terrinha e que periga se eleger frouxo no próximo pleito municipal. Ainda com seu nome correndo nos bastidores da política, essa pessoa pode vir para realmente fazer “a coisa acontecer” e mudar radicalmente a vida de Camboriú. Competência e seriedade não lhes falta.

 

 

 

 

 

 

Um tucaninho me contou…

Espaco espaco expresso

…que após uma prolongada férias a Tucana promete voltar com a corda toda e iniciar uma verdadeira “ciranda administrativa”. Segundo o tucaninho não há nada de empolgante nem de novo, apenas troca troca ou seja, as peças do governo, assim  como num tabuleiro de xadrez, têm suas direções definidas pela Rainha.

 

Um tucaninho me contou …II

…que muitos “peões” não estão nada satisfeitos com as trocas e substituições. Segundo a avezinha fofoqueira, mas antenada, muitas peças retornam ao lugar de onde vieram há tempos atrás. O tucaninho disse ainda que o imexível periga retornar ao cargo anterior, porque  a realeza não ficou satisfeita com a substituição.

E ai o tucaninho me contou um detalhe: que aquele que hoje ocupa uma cadeira (que não é dele de direito, mas foi lhe dada por consolo) em outro poder, mas que já governou as máquinas e caminhões do Município, está de pires na mão, só esperando a Rainha voltar à torre do Palácio de Pedras, para solicitar novamente o carguinho de secretário. Mas segundo a avezinha a Tucana já descartou essa possibilidade.

 

Política

Quando se leiloa um governo corre-se o risco de não se fazer uma boa administração. Capacidade administrativa não falta à Tucana. Talvez esteja faltando nessa gestão vontade política, por conta da verdadeira “colcha de retalhos” que tornou-se o governo atual. A Tucana corre atrás de verba, tem bom relacionamento em Brasília e entende como ninguém de administração pública. Há quem diga que ela vai reagir e fazer a “coisa” acontecer. Tomara! Até porque esse é ano político que a tucanada de plumas mais nobres está esperando e contando com os votinhos nas urnas.

 

Ciranda Administrativa

Até onde o tucaninho me confidenciou, a Tucana chega no Palácio de Pedras já com o “novo” governo definido. Segundo a avezinha, que muito raramente dá uma ou outra “bola fora”, as trocas seriam na secretaria de Obras, Meio Ambiente, Administração. E nessa mexida periga ter suplente voltando a colocar o pijama.

 

Água

Foi noticiado que o vice-Zé Branco estaria preocupado em resolver o problema de falta de água na terrinha. Reuniões, fotinhos publicadas na imprensa com a divulgação de alguns vereadores da corte…Mas água nas torneiras que é bom, nada! Esta semana fiquei sem água da rua três dias, não consecutivos. Fico pensando nas pessoas que não têm caixa d’água em casa, até por falta de condições financeiras, mas arcam com a despesa (alta) da tarifa de água.

Se a conta é paga o produto tem que estar à disposição. Isso é certo. A verdade é que a falta de água em Camboriú não é fruto de problema técnico nem aumento da demanda, é DESCASO por parte da Prefeitura e dos nossos vereadores, que curtem férias de verão e não tão a fim de se incomodar.

 

Água II

E por falar em férias…enquanto o povo da terrinha amarga problemas como falta (diária) de água, má recolhimento do lixo, poeira, pó…a Tucana posta fotos nas redes sociais ostentando sua estada em Miami com toda família. Nada de errado viajarem e curtirem férias, mas fica feito mostrar, via social, total descaso com os problemas da cidade para qual foi eleita para governar. Isso me lembra a véspera de Natal quando a população de Camboriú, preparando a ceia natalina, se virava sem água e a Tucana e a turma da realeza  postava fotos nas redes sociais ostentando farras na piscina real.  Nem tudo precisa ser compartilhado, ou pode parecer  deboche.

 

E o tucaninho me disse ainda…

…que tem político no reino que se curvou o quanto pode para ver se, entre outras vantagens, conseguia o apoio (prometido) da realeza a sua possível candidatura a deputado estadual . Quero só ver agora, na hora da “onça beber água”, quem a Tucana apoia, o traíra político da terrinha ou o veterano tucano Dado Cherem, que sempre ajudou Camboriú com verbas públicas e é candidatíssimo à reeleição.

 

E o tucaninho me disse ainda…II

…que tem gente nova  surgindo na política da terrinha e que periga se eleger frouxo no próximo pleito municipal. Ainda com seu nome correndo nos bastidores da política, essa pessoa pode vir para realmente fazer “a coisa acontecer” e mudar radicalmente a vida de Camboriú. Competência e seriedade não lhes falta.

 

 

 

 

 

 


Provided by orange county short sale specialist