Tag: posto

Posto de Saúde do Monte Alegre volta a funcionar nesta segunda-feira

 ce0da919f6c38d61d6da2433bdf247b3

 A Prefeitura de Camboriú, através da Secretaria de Saúde, comunica que o Posto de Saúde do CAIC, localizado no Bairro Monte Alegre, volta a atender a comunidade nesta segunda-feira, dia 30. A unidade esteve fechada para reformas na estrutura interna do local, troca de pisos, pintura, além da instalação de novas mobílias.

“A partir de segunda, os moradores do Monte Alegre já poderão contar com os atendimentos no Posto do Caic. Durante a semana ainda estaremos fazendo algumas adequações, mas até a próxima sexta-feira os serviços devem estar 100% normalizados”, explicou a secretária Márcia Regina Oliveira Freitag. Durante o período da obra, os atendimentos do bairro estavam concentrados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Taboleiro. 

De Olho na Foto: Posto de Saúde localizado anexo ao CAIC do Monte Alegre

De olho na foto completaO Posto de Saúde localizado anexo ao CAIC do Monte Alegre fechou no dia 5 de novembro de 2012 para uma reforma rápida que, segundo a secretaria de Saúde de Camboriú, deveria durar no máximo três meses. A reforma era para troca de piso e o conserto de algumas infiltrações no local.

Desde então a Unidade do CAIC atende nas dependências da Unidade de Pronto Atendimento – UPA que foi construída através de  convênio do Governo Federal, com contrapartida municipal para funcionar 24horas.

A verdade é que Camboriú parece mesmo uma cidade de faz de conta porque nem a reforma do Posto de Saúde do CAIC ficou pronta, NOVE meses depois, e nem a UPA opera 24 horas, como é a lei…

…e ainda tem gente que acredita…

Gerente de Posto de combustível de Camboriú é encontrado morto em porta-malas de carro

20121108082115_capa

 

Dois corpos de  moradores do bairro Areias de Camboriú foram encontrados dentro do porta-malas de um veículo Citroen C4 Pallas na manhã de sábado (27), em Itajaí. O veículo com placas de Camboriú foi encontrado no bairro Canhanduba, próximo à BR-101.

Os dois homens, Leonardo de Sá Rodrigues e Alexsander Bernardes, estavam amarradas e foram executados a tiros. Leonardo, 26 anos, era gerente de um posto de combustíveis localizado no Bairro Monte Alegre, em Camboriú. Alexandro, 27, seria um amigo dele.

A Polícia civil, que investiga o caso, suspeita de que as vítimas tenham sido vítimas de latrocínio, roubo seguido de morte, mas outras hipóteses também estão sendo consideradas.

Segundo a polícia, ambos teriam sido rendidos na casa de Leonardo, no bairro Areias, em Camboriú. Um notebook foi levado, e há indícios de que dinheiro também tenha sumido.

Secretaria de Saúde atenderá em novo ambiente

policlinica

A Prefeitura de Camboriú comunica que a Secretaria de Saúde atenderá em novo endereço, a partir do dia 07 de janeiro de 2013, após o recesso do final de ano. O novo local de atendimento será na Policlínica, localizada na Rua Porto Alegre, no Centro da cidade.

A Secretária da Saúde, Margareth Cadore afirma que a secretaria está atendendo normalmente até a próxima quinta-feira, dia 20. “Até quinta estaremos atendendo na Rua Presidente Costa e Silva, já na sexta-feira o local estará fechado por questão da mudança”, declarou.

Margareth ressalta a importância do novo local de atendimento. “No novo espaço vamos poder atender melhor a população, além de dar melhores condições de trabalho aos nossos servidores”, garante a Secretária.

Além da Secretaria de Saúde, a Farmácia Municipal também irá funcionar na Policlínica. Outras informações podem ser obtidas pela Secretaria, através do telefone (47) 3365-2141.

UPA continua atendendo em horário reduzido

Os adesivos na porta da UPA, que está funcionando como posto de saúde, indica o horário restrito de funcionamento e a escassez de médico e dentista

Ainda vão pelo menos seis meses para que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas de Camboriú funcione como deve. O local, que faz parte e foi construído com verba exclusiva do Governo Federal e que deveria estar com suas portas abertas atendendo à comunidade 24 horas, funciona de segunda a sexta-feira, no horário comercial e serve de abrigo para as instalações do Posto de Saúde do Tabuleiro, enquando a antiga Unidade de Saúde do bairro passa por reformas.

“A privisão mínima é de seis meses até que a UPA funcione como deve e 24h”, diz a secretária da Saúde de Camboriú, Margareth Cadore. Ela explica que após a inauguração a Prefeitura tem que mandar um atestado de conclusão da obra, para receber o resto da verba destinada a compra de equipementos e mobiliário. “Esse parecer nós já recebemos do Ministério da Saúde, mas o montante ainda não foi depositado. Quando estiver liberado para a Prefeitura, o valor restante é de R$ 350 mil, ai daremos início ao pregão para a compra de equipamentos, o que demora de um a dois meses; e logo a seguir a contratação de pessoal especializado para atuar na UPA”, informa Margareth.

Ela conta que após todo esse processo ainda tem que ser feito um credenciamento junto ao Ministério da Saúde para o recebimento de verba mensal para o funcionamento. “Na verdade o UPA não está credenciado a funcionar como tal. Estamos usando a estrutura para a reforma do posto do Tabuleiro. Não teria sentido uma estrutura dessas fechada, sem ser utilizada. Por isso transferimos o posto de saúde para lá enquanto reformamos as instalações antigas”, conclui.

 

Definição da UPA, de acordo com o Ministério da Saúde

UPA – Unidade de Pronto Atendimento

Unidades de Pronto Atendimento (UPA) funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana e podem resolver grande parte das urgências e emergências, como pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame. Com isso ajudam a diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais. A UPA inova ao oferecer estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Nas localidades que contam com UPA, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.

As UPAs fazem parte da Política Nacional de Urgência e Emergência, lançada pelo Ministério da Saúde em 2003, que estrutura e organiza a rede de urgência e emergência no país, com o objetivo de integrar a atenção às urgências.

 


Provided by orange county short sale specialist