Tag: tratamento

Hábitos que interferem em uma noite de sono

Uma boa noite de sono é fundamental para a saúde do corpo humano e da mente. Além de exercer um papel fundamental para o descanso do corpo, o sono pode ser um aliado contra o envelhecimento precoce.

De acordo com a médica neurologista e neurofisiologista, cooperada Unimed Goiânia, Giuliana Macedo Mendes, quando o assunto é sono, o que deve ser priorizado é a qualidade e não apenas a quantidade. Ela explica que o sono é dividido em estágios e que existe uma porcentagem ideal para cada um deles. Os estágios mais profundos são o N3 e o ‘REM’, pelos quais, normalmente, passamos de 10 a 15% e 20 a 25% durante o sono, respectivamente.

 

 

10

Sendo assim, passamos a maior parte da noite dormindo nos estágios leve ou superficial, porém o sono profundo é indispensável, sem ele o sono não é restaurador, podendo acordar com a sensação de que o descanso não foi suficiente e consequentemente, causando aquela vontade de dormir mais um pouco.

O médico responsável pelo Centro de Diagnóstico dos Distúrbios do Sono (CDDS) da Unimed Chapecó, Auney Oliveira Couto, salienta que existem mais de  88 distúrbios do sono. Eles podem ser agrupados em quatro categorias principais: dificuldade de adormecer ou permanecer dormindo (insônia), problemas para permanecer acordado (sonolência excessiva durante o dia), problemas para conseguir manter uma rotina regular de sono (problema de ritmo de sono) e comportamentos incomuns durante o sono (comportamentos que perturbam o sono).

O sono pode ser interrompido por vários distúrbios como ronco, apneia e por hábitos inadequados a noite, como dormir com a televisão ligada ou com a luz acesa, por exemplo. Isso se dá, pois a luminosidade interfere na produção do hormônio responsável pela indução do sono: a melatonina. Outro hábito que interfere no sono é fazer atividades que ativem o cérebro antes de deitar, como o uso de computador, leitura, ingestão excessiva de alimento próximo ao horário de deitar, entre outros. “Estudos  recentes  apontam  que   parte da população mundial,  principalmente jovens e adolescentes estão sofrendo de  efeitos da privação do sono por conta do uso da internet, seja os  jogos  online ou o uso intensivo das redes  sociais”, alerta Couto.

Giuliana reforça que um adulto geralmente precisa de cerca de sete a oito horas diárias de sono para não causar sintomas diurnos de cansaço, como perda de atenção, concentração e quadros de sonolência durante o dia, que podem levar a diminuição da produtividade, além de irritabilidade e até mesmo depressão.

Couto orienta que sob suspeita de distúrbios do sono, deve-se procurar um médico especialista para que seja feita uma avaliação da necessidade de realização de exames, inclusive a polissonografia.

O tratamento cirúrgico nas lesões ligamentares

Os ligamentos são as estruturas que estabilizam a articulação do joelho para que realize sua função de flexão, extensão e pequena rotação.  O ligamento que mais sofre com lesões é o cruzado anterior (ligamento interno que impede o joelho de se deslocar para frente). Quando esse ligamento apresenta uma ruptura completa e desenvolve um quadro de instabilidade com falseios, o tratamento indicado é o cirúrgico. “Lesões ligamentares são problemas comuns e podem causar dor, folgas e falseios nos joelhos”, completa o médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann, da Reichmann Ortopedia de Chapecó.

11

O maior risco que a pessoa corre é sofrer uma nova lesão em um joelho com o ligamento cruzado anterior rompido – condição que se torna gravíssima e muitas vezes irreparável. Também existe a possibilidade real do joelho evoluir para um processo de artrose (junta gasta) pelo excesso de movimento causado na articulação.

O médico expõe que apenas a sutura simples não é eficiente para reconstruir o ligamento cruzado anterior. “É necessário utilizar estruturas que possam substituir o ligamento lesado. Nossa principal escolha são os tendões flexores e a segunda opção trata-se do 1/3 médio do tendão patelar”.

Reichmann explica que cada cirurgião tem sua preferência, porém, para ele, os tendões flexores são, atualmente, os melhores enxertos para substituição do ligamento cruzado anterior. Ele justifica que a resistência é tão boa quanto o tendão patelar e, a cirurgia é menos agressiva.

A cirurgia deve ser por via artroscópica porque, com essa técnica minimamente invasiva, ocorre menos dor no pós-operatório e pode-se iniciar precocemente a reabilitação fisioterápica. A pessoa pode apoiar o membro operado no mesmo dia ou no máximo no dia seguinte.

A alta acontece por volta do sexto mês, dependendo das condições da musculatura da coxa. “Não adianta um paciente ser bem operado se não seguir o protocolo de reabilitação fisioterápica corretamente, pois o resultado pode ser insuficiente por fraqueza muscular e poderá ocorrer inclusive nova ruptura do tendão”.

A fixação do novo ligamento mostra-se eficaz com parafusos de interferência de titânio ou bioabsorvíveis ou outros dispositivos disponíveis no mercado.

Novo medicamento para câncer de mama será incorporado no SUS

 

O medicamento de alto custo, Trastuzumabe, reduz as chances de reincidência da doença e diminui em 22% o risco de morte das pacientes.

 

O Ministério da Saúde (MS) vai incorporar o Trastuzumabe, um dos mais eficientes medicamentos de combate ao câncer de mama, no Sistema Único de Saúde (SUS). Essa iniciativa faz parte do Plano Nacional de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo do Útero e de Mama, estratégia para expandir a assistência oncológica no país, lançado pela presidenta Dilma Rousseff, no ano passado. O ministério investirá R$130 milhões/ano para disponibilizar o medicamento à população.
O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo e o mais frequente entre as mulheres, com uma estimativa de mais 1,15 milhão de novos casos a cada ano, e responsável por 411.093 mortes a cada ano. No Brasil, estimam-se 52.680 novos casos em 2012/2013. Em 2010 ocorreram 12.812 mortes por causa da doença. E neste ano, o Ministério da Saúde já custeou mais de 100 mil procedimentos para quimioterapia do câncer de mama inicial ou localmente avançado.
“A expectativa é que o Trastuzumabe beneficie 20% das mulheres com câncer de mama em estágio inicial e avançado”, afirma o ministro da saúde, Alexandre Padilha.
A partir da publicação, nesta semana, no Diário Oficial da União (DOU), o SUS
tem prazo de 180 dias para efetivação de sua oferta á população brasileira. E o novo medicamento diminui em 22% o risco de morte de mulheres com a doença e ainda reduz as chances de reincidência do câncer. A incorporação do Trastuzumabe foi aprovada pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) para o tratamento de câncer de mama inicial e avançado.
INCLUSÃO - O Trastuzumabe é um dos primeiros medicamentos incorporados no SUS a partir da Lei 12.401, de 2011. O decreto, que cria uma Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec), define regras que garantem a proteção do cidadão quanto ao uso e eficácia desses medicamentos, que devem ter registro nacional e serem reconhecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
O documento estabelece também que seja publicado um protocolo de como e quais as situações que o medicamento deve ser utilizado. “A Conitec é um aprimoramento do sistema de incorporação de novas tecnologias, protegendo o cidadão e reduzindo os riscos de judicialização do medicamento, que muitas vezes é recomendado de forma indevida”, destaca o ministro.
O medicamento é um dos mais procurados. Em 2011, o ministério gastou R$ 4,9 milhões para atender a 61 pedidos judiciais. Esse ano já foram gastos R$ 12,6 milhões com a compra do Trastuzumabe por demanda judicial.
De acordo com o ministro Padilha, essa aquisição só foi possível devido à economia de custos gerada por inovação tecnológica, parcerias público-privadas, comparação de preços internacionais e a centralização de compras. “A melhor gestão dos recursos possibilitou gerar uma economia de R$ 1,7 bilhão/ano no orçamento do ministério. Isso nos permite ampliar o acesso dos brasileiros às novas tecnologias”, explica.
Por Rhaiana Rondon, da Agência Saúde – Ascom/MS

Clínica referência em radioterapia abre unidade no litoral de Santa Catarina

CORB traz para Balneário Camboriú o que há de mais moderno e eficiente no tratamento de Câncer

 

BALNEÁRIO CAMBORIÚ – A CORB Radioterapia que já oferece atendimento de excelência no tratamento de câncer na região de Blumenau, agora terá uma unidade no litoral, em Balneário Camboriú. Em breve a clínica atenderá pacientes de diversos convênios e particulares das várias cidades próximas do litoral norte catarinense. A iniciativa deve beneficiar não só os moradores do município, mas todos que antes tinham que se deslocar até cidades vizinhas para fazer os tratamentos.

Em Blumenau os atendimentos também são feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Já em Balneário Camboriú, inicialmente, não atenderemos a esse público, porque é necessário o credenciamento da clínica pelo Ministério da Saúde através das Secretarias de Saúde do Estado e do Município. Tão logo tenhamos este credenciamento, poderemos ampliar ainda mais o número de pacientes beneficiados”, explica o médico radioncologista da CORB, Dr. Omar Sulivan Ruzza Filho.

A instituição que é pioneira na radioterapia no Vale do Itajaí, conta com aparelhos fabricados na Inglaterra e com potencial de tratamento de diferentes tipos de câncer. “Nosso atendimento se destina a todas as pessoas portadoras de câncer em qualquer idade, que tenha indicação de Radioterapia, seja associado à quimioterapia e ou à cirurgia”, afirma Omar Filho.

A clínica, cuja construção já está concluída em Balneário Camboriú, terá um moderníssimo equipamento de radioterapia. O Acelerador Linear possui colimador multi- folhas (multi-leaf), Sistema de Planejamento para Radioterapia Conformada 3D, IMRT e Radiocirurgia. Essa tecnologia de ponta já está sendo instalada na unidade e logo estará disponível aos pacientes. Mas enquanto a instalação do Acelerador Linear não é concluída, já estaremos realizando atendimentos de consultas e avaliações para indicação de Radioterapia. Os casos com indicação de Radioterapia serão encaminhados para tratamentos na clínica de Blumenau que opera com todos os equipamentos e que poderão ou não, após instalação e testes do Acelerador Linear da Corb de Balneário Camboriú, retornarem para continuidade do tratamento na nova Clínica. Facilitar o acesso aos tratamentos é algo importante para o bem estar de quem sofre com a doença. E são muitos os que necessitam desse tipo de especialização. A radioterapia, isolada, associada à quimioterapia ou aliada à cirurgia, é indicada em 60% a 70% de todos os casos de câncer, que é a 2ª maior causa de morte no Brasil. O Instituto Nacional De Câncer (INCA) estima que cerca de 520 mil novos casos sejam diagnosticados no país somente este ano.

Camboriú lança Projeto Abrace um Sorriso

O Conselho Tutelar de Camboriú, em parceria com a Kadiz Esporte e Lazer, lançou nesta semana o projeto Abrace um Sorriso, que oferece tratamento odontológico, gratuito, para crianças que se encontram em situação de risco e vulnerabilidade social.

As crianças, retiradas das ruas através dos programas sociais da cidade, são encaminhadas até a Kadiz, onde além de participarem gratuitamente das escolinhas de futebol, podem ser adotadas por um dentista voluntário.

“Já temos mais de 200 crianças, entre 05 e 15 anos, cadastradas. A nossa proposta é que com esse projeto todas recebam o tratamento odontológico. Vários dentistas já adotaram um paciente, queremos ampliar essa corrente do bem”, declarou a Presidente do Conselho Tutelar, Elisabete Machado de Oliveira.

A Prefeita Luzia Coppi Mathias comenta que este é um grande projeto e pode mudar a realidade de várias crianças de Camboriú. “É uma grande alegria para o nosso município saber que muitas crianças estão saindo das ruas e recebendo o tratamento adequado. Só tenho a agradecer a todos os dentistas que já se voluntariaram. Além disso, através do esporte elas passam a conviver com uma nova realidade. A maior gratificação é poder ver elas sorrindo novamente”, declarou.

Os dentistas que quiserem participar como voluntários ou obterem outras informações sobre o projeto podem entrar em contato com o Conselho Tutelar de Camboriú, através dos telefones 3365-5251 e 9968-6372.

Prefeitura e Caixa apresentam contrato para ampliação do abastecimento de água em BC

O prefeito Edson Renato Dias, Piriquito, e diretores da Caixa Econômica Federal (CEF) formalizam, nesta quarta-feira (4), às 10h, no gabinete do prefeito, o ato de assinatura do contrato de financiamento, subscrito no dia 30 de dezembro de 2011, para ampliação do Sistema de Abastecimento de Água nos bairros das Nações, Barra, Nova Esperança, São Judas Tadeu e Loteamento Schultz, bem como para as praias agrestes do município. O valor total do investimento supera os R$ 6 milhões, sendo que o total a ser financiando junto à CEF é de R$ 5,4 milhões. A contrapartida municipal é de R$ 606 mil.

Satisfeito, o prefeito Edson Piriquito lembra que esta ação permitirá ao Poder Público oferecer água tratada a 100% do município de Balneário Camboriú. “Sem dúvida, é mais uma conquista para o nosso povo e também para os milhões de visitantes. Esta parceria com a Caixa e com o Governo Federal é muito importante para nós”, salientou ele.

O contrato será assinado porque o projeto de Balneário Camboriú foi contemplado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do Governo Federal, por meio do Programa Saneamento Para Todos.

O sistema será ampliado através de tomada de água na adutora de 400mm na ponte sobre o Rio Camboriú, se ramificando por tubulações de 300, 200 e 150mm e através de boosters (bombas de recalque), que levarão a água potável para os reservatórios, com distribuição por gravidade a partir deles.

Serão instalados boosters em Estaleiro, Estaleirinho, Taquaras, Laranjeiras e reservatórios de 1000m³ em Estaleiro, 500m³ em Estaleirinho e 500m³ em Taquaras/Laranjeiras. Até o final do mês, será assinado também o contrato para a implantação da rede de esgoto da mesma região, sonho acalentado por décadas pela população residente.

Além do prefeito, estarão presentes no ato, pela Caixa Econômica Federal, Renato Scalabrin, superintendente regional, Leda Maria de Souza, gerente de mercado, Adelor João Gretter, gerente da área de desenvolvimento humano e Pedro Afonso Ioris, gerente da agência da CEF em Balneário Camboriú e o diretor geral da Emasa, Eduardo Hamond Regua.


Provided by orange county short sale specialist